Escola Municipal Adlai Stevenson é destaque no Ideb e recebe nota acima da média projetada

Publicado em 12/12/2019 - 18:03 | Atualizado em 13/12/2019 - 16:07
  • Início/
  • /
  • Escola Municipal Adlai Stevenson é destaque no Ideb e recebe nota acima da média projetada
Escola Municipal Adlai Stevenson é destaque no Ideb e recebe nota acima da média projetada

Quem pensa que escolas públicas não são espaços de excelência em ensino ou não recebem boas notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) está muito enganado. Na lista do último ranking divulgado deste indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação que mede a qualidade do aprendizado nacional e estabelece metas para a melhoria do ensino, foram listadas 20 unidades educacionais da Prefeitura do Rio de Janeiro com notas acima da média, que é de 5,1 para escolas municipais de todo o Brasil. O Ideb mede a qualidade da educação no país através de dois indicadores: o fluxo escolar e a média de desempenho nas aprovações.

Escola Municipal Adlai Stevenson é destaque no Ideb e recebe nota acima da média projetadaUm destes bons exemplos é a Escola Municipal Adlai Stevenson, localizada em Irajá há 54 anos, e que vem obtendo destaque desde 2007 na avaliação do Ideb. A nota da última avaliação divulgada foi de 7,6. A unidade escolar ao longo dos anos vem utilizando metodologias inteligentes de construção de conhecimento de forma significativa.

Para a diretora da escola, Mara Vedovi, o trabalho pedagógico tem como suporte fundamental o investimento na formação continuada dos professores. Durante todo o ano letivo, a escola investe na reflexão e estudo de temas essenciais para a prática pedagógica de qualidade, como: planejamento, avaliação, práticas de intervenção e temas referentes à Educação Inclusiva.

Escola Municipal Adlai Stevenson é destaque no Ideb e recebe nota acima da média projetada— Dessa forma, o objetivo é dar subsídios para que o professor possa atuar de forma competente e ter instrumentos próprios para intervir com qualidade em sala de aula. Toda a prática pedagógica é discutida, acompanhada tanto pela Direção quanto pela Coordenação da escola e planejada em equipe. Nosso sucesso se resume em responsabilidade, planejamento, estudo e na crença de que é possível transformar a sociedade através da educação — explica Mara.

Outro ponto importante é o trabalho realizado em cima da dificuldade individual dos alunos.

— Trabalhamos em cima da dificuldade de cada aluno, entendendo onde está o erro, que descritores ainda não foram atingidos e a partir daí realizamos um trabalho individual — explica a diretora da unidade.

A coordenadora pedagógica, Paula Santos, enfatiza que os projetos são realizados para agregar e são pensados em equipe.

—Todos os nossos projetos são pensados em equipe. Não é um projeto construído por uma única pessoa. Desde a temática até a forma como ele é desenvolvido ao longo do ano, tudo é discutido em equipe. Em 2019, por exemplo, trabalhamos a poesia porque observamos que há necessidade de fazer um investimento em leitura e escrita. Apostamos numa filosofia de trabalho onde o aluno é protagonista, onde ele tem voz — comenta Paula.

Na Escola Municipal Adlai Stevenson, a leitura e a interpretação de texto são norteadoras em todos os anos de escolaridade. E a escrita é tida como um registro reflexivo para cada criança nesse espaço de conhecimento com as diversas linguagens.

Aluno do 6º ano Carioca, Mateus GonçalvesAluno do 6º ano Carioca, Mateus Gonçalves, de 11 anos, explica que o grande diferencial são os professores.

— Mesmo que você tenha boas notas nas matérias os professores estão sempre ao seu lado, analisando seu desempenho e observando suas dificuldades — explica.

O pai de Mateus, Tiago Gonçalves, relata que tem muito orgulho do filho estudar na Escola Municipal Adlai Stevenson e que parte do bom desempenho da unidade no Ideb é por conta da entrega dos docentes.
— Percebo que o nível de aprendizado do meu filho aqui é igual ou superior a colégios particulares que alguns colegas dele e até mesmo do colégio das minhas sobrinhas, que também é particular. Vejo uma qualificação muito grande dos professores, fora a entrega deles. O aluno que vem para cá já vem com uma autoestima diferenciada, porque sabe que vai estudar em uma escola de nível, o que vira um estímulo para as crianças — enfatiza Tiago.

O Ideb é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.