Educação renova acordo com Comitê Internacional da Cruz Vermelha para implantação do Acesso Mais Seguro em escolas

Publicado em 24/08/2021 - 07:00 | Atualizado em 23/08/2021 - 22:46
  • Início/
  • /
  • Educação renova acordo com Comitê Internacional da Cruz Vermelha para implantação do Acesso Mais Seguro em escolas
Assinatura de acordo entre a SME e a Cruz Vermelha - Divulgação / Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Educação renovou Acordo de Cooperação com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha nesta segunda-feira (23/08) para implantação do Programa Acesso Mais Seguro em escolas da Rede Municipal de Ensino localizadas em áreas impactadas pela violência armada. O programa tem como objetivos mitigar riscos, orientar professores e alunos; planejar ações em conjunto nas unidades escolares e nos territórios; prevenir a evasão escolar, entre outras ações. A assinatura do acordo ocorreu no Espaço de Desenvolvimento Infantil Medalhista Olímpico Willian Arjona, na Maré.

 

— Nossa gestão trata como prioridade a segurança dos nossos alunos e profissionais. Trabalhamos intensamente para oferecer as melhores condições de ensino e aprendizagem para a comunidade escolar. Esta parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha nos ajuda muito a preparar nossas equipes para lidarem da melhor forma possível com questões relacionadas à violência urbana, uma realidade que, infelizmente, está presente em muitas áreas da cidade — destacou o secretário municipal de Educação do Rio de Janeiro, Renan Ferreirinha.

 

Além disso, será iniciado o treinamento do Comportamento Mais Seguro para as Unidades Escolares da Rede localizadas nas demais áreas. Estiveram presentes o chefe do escritório do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) no Rio, Paulo Roberto Oliveira; o secretário municipal de Educação do Rio de Janeiro, Renan Ferreirinha, entre outros profissionais de educação. Fundamentalmente, a finalidade do convênio é a implementação da Metodologia de Acesso Mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais, por meio de treinamento e preparação dos profissionais e alunos das escolas municipais.

 

— A metodologia AMS vem demonstrando que, quando aplicada adequadamente, mitiga as consequências da violência armada na população. Os números mostram isso e esperamos com essa parceria contribuir com a comunidade escolar do Rio de Janeiro — afirmou Paulo Roberto Oliveira, chefe do escritório do Comitê Internacional da Cruz Vermelha no Rio de Janeiro.

 

O CICV tem como missão proteger a vida e a dignidade das vítimas de confrontos armados e outras situações de violência. O AMS tem o objetivo de mitigar os impactos que a violência armada possa causar nas unidades escolares.

  • 24 de agosto de 2021