Defesa Civil realiza série de atividades na Semana Municipal de Redução de Riscos de Desastres

Publicado em 29/06/2021 - 14:40 | Atualizado
Haverá uma série de eventos para marcar a Semana Municipal de Redução de Riscos de Desastres - Prefeitura do Rio

Para marcar o Dia Municipal de Redução de Riscos de Desastres, a Defesa Civil do Rio realiza entre os dias 29 de junho e 9 de julho uma série de eventos com foco na conscientização da população para a importância do tema. As palestras e seminários serão transmitidas ao vivo pelo canal do Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Defesa Civil.

Comemorado no primeiro domingo do mês de julho, a data marca os 10 anos do primeiro exercício simulado de desocupação feito após a instalação do sistema de alerta com sirenes em diversas localidades. Mais de cinco mil moradores de 20 comunidades participaram da ação realizada no dia 3 de julho de 2011. O evento motivou a criação do Dia Municipal de Redução de Riscos de Desastres, instituído por decreto municipal.

 

– A Defesa Civil tem um papel muito importante para reduzir e mitigar desastres e tragédias, através de mapeamento de áreas de risco, capacitação da sociedade, emissão de alertas e evacuação de áreas, etc. No entanto, muitos desses problemas podem ser evitados em conjunto com a população, se nos atentarmos à prevenção. É essencial que a Defesa Civil se prepare para ações imediatas de resposta ao desastre, mas também é preciso essa aproximação com a população para orientar e prevenir – ressaltou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

 

O “Seminário sobre Redução de Riscos de Desastres” inicia a sequência de eventos nesta terça-feira (29/06), a partir das 14h com o painel “Moradia segura ou não? O dilema de conviver com riscos construtivos”, que abordará os riscos envolvidos nas construções erguidas sem padrões técnicos de segurança e os sinais apresentados pelas edificações diante da possibilidade de desmoronamento. Além disso, vai mostrar as principais características dos solos e fundações onde são construídos os imóveis.

Na quarta (30/06), a partir das 10h, o painel “Atuando na prevenção pelas águas e caminhos do Rio de Janeiro” reunirá especialistas gestores públicos para analisar os principais fatores de riscos presentes na sociedade e as formas de atuação dos órgãos municipais. O painel contará com representantes do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Fundação Rio-Águas, Fundação Instituto de Geotécnica do Rio (Geo-Rio) e Universidade Celso Lisboa. Os dois eventos serão transmitidos pelo canal do Ceped no YouTube.

 

– É importante mantermos o foco em dois fatores principais da vulnerabilidade: a exposição ao risco e a capacidade de resposta a ele. Precisamos estar preparados para a intensificação dos desastres ambientais, em áreas urbanas, provocados por fenômenos naturais. Essa não é uma tarefa somente do poder público, mas de toda a sociedade civil. Por isso, é fundamental estarmos cada vez mais resilientes – Afirmou o subsecretário de Proteção e Defesa Civil, Márcio Motta.

 

Na quinta-feira, dia 1º, às 10h, na sede em Vila Isabel, haverá a entrega da medalha “Mérito Defesa Civil” para 13 pessoas, entre autoridades, servidores e voluntários que serão homenageados com a comenda criada para agraciar personalidades que tenham prestado relevantes serviços à sociedade carioca e ao Sistema Municipal de Defesa Civil.

Como parte importante na prevenção e aprimoramento do sistema de alerta e alarme para chuvas fortes, no domingo, dia 4, a partir das 10h, acontecerá um simulado de desocupação em comunidades da Grande Tijuca e do Complexo do Lins. Os exercícios serão realizados para preparar e orientar a população sobre os procedimentos necessários durante o acionamento das sirenes em ocorrências de chuvas fortes.

Nos dias 5 e 6 de julho, a Defesa Civil fará uma exposição para apresentar materiais utilizados nos trabalhos e serviços realizados na cidade. O estande será montado no pátio da Prefeitura do Rio, na Cidade Nova, e no Largo da Carioca, Centro do Rio, e contará com técnicos do órgão disponíveis para tirar dúvidas e orientar a população.

Na quarta-feira, dia 7, a partir das 10h, haverá um simulado com acionamento das sirenes a partir do Centro de Operações Rio (COR). O exercício envolve a participação de líderes comunitários e serve para avaliar o tempo de resposta às emergências.

Na quinta-feira, dia 8, um grande painel reúne órgãos integrantes do Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil em busca de ideias para facilitar a comunicação no momento de resposta às ocorrências de desastres. A reunião acontecerá a partir das 10h na sala de crise do Centro de Operações e no ambiente virtual. Na sexta-feira, dia 9, entre 14h e 16h, um simulado de desocupação do Centro de Operações Rio fecha a semana especial. Os funcionários receberão instrução para desocupação segura do prédio.

Vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil (Subdec) tem a missão de mitigar os efeitos de desastres naturais na cidade, marcada pelas características geográficas acidentadas e pela ocorrência de chuvas fortes que causam diversos transtornos, como alagamentos e deslizamentos de terra. Além da parte operacional, o órgão coordena diversas ações educativas e preventivas com objetivo de preparar a população para a adoção de medidas de segurança.

  • 29 de junho de 2021
  • Skip to content