Defesa Civil do Rio aciona dez sirenes em cinco comunidades da Zona Sul por causa das fortes chuvas

Publicado em 29/04/2021 - 12:02 | Atualizado
Defesa Civil aciona sirenes em comunidades de alto risco geológico

A Defesa Civil do Rio acionou, a partir das 23h30 de quarta-feira, dia 28, dez sirenes em cinco comunidades da Zona Sul da cidade após registro de chuva superior a 40 milímetros em uma hora nas estações pluviométricas. Com isso, foi iniciado o protocolo de desocupação preventiva com acionamento das sirenes nas comunidades: Pavão Pavãozinho (3), Cantagalo (2), Cabritos (2), Chapéu Mangueira (2) e Babilônia (1).

Na madrugada desta quinta-feira, dia 29, por volta das 2h20, houve a queda de um muro de contenção, com deslizamento de terra na comunidade Pavão-Pavãozinho, na altura da quinta estação do bondinho. Até o momento, foram realizadas oito interdições referentes a três imóveis multifamiliares, onde residiam dez famílias. Os moradores foram orientados a passarem a noite em local seguro. Não houve registro de vítimas. Uma nova vistoria será realizada ao longo da manhã por técnicos da Defesa Civil e da GEO-Rio. Uma equipe da Secretaria de Assistência Social (SMAS) está no local para cadastrar as famílias.

Ao todo, sete chamados foram registrados pelo canal 199 da Defesa Civil entre 20h de quarta (28) e 7h46 desta quinta (29), em decorrência das chuvas nos bairros de Copacabana, Taquara, Jardim Guanabara (Ilha do Governador), Vila Isabel e Rio Comprido.  Até o momento, não foram registrados incidentes com gravidade em outros pontos do Rio.

Atualização: 11h
Após a redução dos volumes acumulados de chuva e acompanhamento realizado pelos técnicos na manhã desta quinta-feira, dia 29, as sirenes serão silenciadas nas cinco comunidades onde foram acionadas.  A Defesa Civil vai continuar monitorando as condições do tempo e, caso haja necessidade, o Sistema de Alerta e Alarme poderá ser novamente acionado.

  • 29 de abril de 2021