Muhcab exibe grafite com verdades sobre escravidão e abolição no Brasil

Publicado em 12/09/2022 - 17:54 | Atualizado em 13/09/2022 - 12:37
Mural em exibição no Muhcab - Gui Espindola / Prefeitura do Rio

Espaço dedicado a pensar a história da escravidão, buscando reflexões sobre a complexidade do tema e suas consequências na atualidade, o Museu da História e da Cultura Afro-Brasileira (Muhcab), da Secretaria Municipal de Cultura, inaugura o “Mural das Lutas Afro-brasileiras”, um grafite produzido pela Cia Teatral Queimados Encena, de Queimados, feito com recursos da Secretaria de Estado de Cultura (edital Rua Cultural). Assinam este trabalho três grafiteios: Cazé (Negro Muro), Juliana Fervo e Kajaman, que iniciaram a obra no Muhcab e terminaram na Praça Brinx, no Morro da Providencia. São 100m2, sendo 70m2 no Muhcab e 30m2 na Providência.

Idealizado por Leandro Santanna, diretor do Muhcab, para ser mais uma frente da área educativa do museu e discutir o processo escravagista e de abolição no país, o “Mural” traduz lutas e revoltas que ocorreram no país. A pesquisa é de Rajão Negro Muro, e a curadoria, de Mariana Maia.

 

– Os artistas criaram cenas e personagens importantes neste processo, como por exemplo a Revolta dos Malês e uma revolução em Paraty, com Manuel Congo e Marianna Crioula, celebrando a imagem e a memória de heróis e heroínas que lutaram pela conquista da liberdade no Brasil”, diz Santanna.

 

O projeto contribui para a educação das relações étnico-raciais através de uma importante revisão de nossa história e tecendo maior sentimento de representatividade nas populações afrodescendentes.

Serviço:

Muhcab

Rua Pedro Ernesto 80, na Gamboa.

Qui a sáb, das 10h às 17h.

Grátis.

Livre.

  • 12 de setembro de 2022
  • Skip to content