“Cadeira Cativa” realiza sonhos e dá sessão exclusiva de Peter Pan a quem nunca tinha ido ao teatro

Publicado em 12/08/2019 - 17:19 | Atualizado em 12/08/2019 - 17:39
Letícia Ferreira dos Santos, de 17 anos, mostra o sorriso e o ingresso antes da sessão exclusiva do musical Peter Pan, oferecida pelo Cadeira Cativa. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do RioLetícia Ferreira dos Santos, de 17 anos, mostra o sorriso e o ingresso antes da sessão exclusiva do musical Peter Pan, oferecida pelo Cadeira Cativa. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

Olhos curiosos e ouvidos atentos acompanharam o musical Peter Pan, na Cidade das Artes. Cerca de 1.100 crianças, jovens, adultos e idosos atendidos por projetos sociais de 18 instituições assistiram a uma sessão exclusiva do espetáculo, na sexta-feira, 9 de agosto. Na plateia estavam também alunos de escolas da rede municipal de ensino. A tarde especial  – e inédita para muitos, que jamais tinham ido a um teatro – foi possível graças ao programa Cadeira Cativa, da Secretaria Municipal de Cultura, que democratiza o acesso à produção artística e distribui gratuitamente dois mil ingressos de atividades culturais por mês para pessoas de baixa renda e servidores municipais.

A dona de casa Rosineide e as filhas gêmeas na primeira fila: as três foram ao teatro pela primeira vez na vida, graças ao Cadeira Cativa. Foto: Nathália Marsal / Prefeitura do Rio
A dona de casa Rosineide e as filhas gêmeas na primeira fila: as três foram ao teatro pela primeira vez na vida, graças ao Cadeira Cativa. Foto: Nathália Marsal / Prefeitura do Rio

Era um misto de ansiedade e alegria. A primeira vez no teatro foi em família para Rosineide Alves da Silva, de 35 anos, e as gêmeas Isadora e Pâmela, de 14. As jovens, que participam do projeto Tênis na Lagoa há dois anos, ficaram impressionadas com a Grande Sala da Cidade das Artes, na Barra da Tijuca.

– É um projeto ótimo, pois muitos não têm condições de vir ao teatro. É bom para crianças e adultos. Acho que elas vão poder vislumbrar outras possibilidades – opinou Rosineide, dona de casa e moradora do Morro do Vidigal, na Zona Sul.

Paula Borges, coordenadora do Tênis na Lagoa, contou que levou 50 dos 250 jovens atendidos pelo projeto. São 15 anos ensinando o esporte e muito mais: a ideia é que os jovens se sintam parte da cidade.

– Eles precisam perceber que podem ir ao cinema, ao teatro. Essa iniciativa é incrível porque eles jamais teriam acesso. A cultura é o futuro do nosso país. Temos que mostrar tudo que ela oferece, desde o aprendizado da nossa História até um musical da Broadway. Eles têm direito a isso, como toda criança – explicou.

Portas que se abrem aos jovens

Mais de 1 mil pessoas assistiram à sessão exclusiva de Peter Pan na Cidade das Artes. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio
Mais de 1 mil pessoas assistiram à sessão exclusiva de Peter Pan na Cidade das Artes. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

Fã de novelas e programas de TV, Letícia Ferreira dos Santos, de 17 anos, se animou com a ideia de ver os atores tão de perto, ao saber do ingresso disponibilizado pelo programa Cadeira Cativa no projeto Recriando Raízes, em Costa Barros, Zona Norte.

– Eu me senti muito feliz. Adoro o romance na história do Peter Pan – disse a aluna do projeto social, que há 16 anos oferece cursos e reforço escolar para crianças e jovens de 7 a 29 anos.

A diretora da instituição, Ilma Rocha, é uma entusiasta da iniciativa da Prefeitura do Rio em ampliar o acesso desse público às artes.

– Nosso bairro é conhecido muito pela violência, mas dentro de Costa Barros moram jovens que querem viver a cultura, querem viver coisas diferentes. Tenho certeza de que outras portas vão se abrir para esses jovens – comentou.

Na foto do celular, o registro da tarde especial que jovens tiveram na Cidade das Artes, durante evento do Cadeira Cativa. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio
Na foto do celular, o registro da tarde especial que jovens tiveram na Cidade das Artes, durante evento do Cadeira Cativa. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

Saiba mais sobre o Cadeira Cativa

Desde o lançamento, o projeto de democratização do acesso às artes da Secretaria Municipal de Cultura já cadastrou 400 instituições. A iniciativa pretende formar futuros consumidores da cultura, por intermédio da distribuição gratuita de ingressos. São alcançadas pessoas atendidas por ONGs, projetos sociais e escolas e universidades públicas.

Para participar, o responsável pela instituição deve fazer a inscrição online, informando dados como faixa etária do público atendido e área de atuação. Após a coleta das informações, as organizações são direcionadas aos espetáculos, de acordo com o perfil. As inscrições devem ser feitas no site www.rio.rj.gov.br/web/smc.

Peter Pan, o musical
Até 18 de agosto: Sexta, 20h30; sábado e domingo, 16h e 20h.
Ingressos: a partir de R$ 25 (meia).
Cidade das Artes – Avenida das Américas, 5.300, Barra da Tijuca.
Classificação: livre.

Leia também

http://noticias.prefeitura.rio/cultura/resolucao-cria-programa-cadeira-cativa-para-distribuicao-de-ingressos-para-eventos-culturais/

 

  • 12 de agosto de 2019