Prefeitura começa a revitalização do Parque do Flamengo

Publicado em 16/02/2022 - 13:07 | Atualizado em 16/02/2022 - 20:32
Na primeira fase, os destaques são a reforma da Cidade das Crianças e das quadras poliesportivas - Beth Santos/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Conservação, vai revitalizar um dos locais mais emblemáticos da cidade: o Parque do Flamengo. As obras começaram nesta quarta-feira (16/2) e serão realizadas em quatro etapas. Na primeira fase, os destaques são a reforma da Cidade das Crianças, equipamento infantil idealizado pela pedagoga Ethel Bauzer Medeiros, e das quadras poliesportivas. A previsão de conclusão é para o início do segundo semestre.

 

– Temos uma cidade que passou quatro anos sem qualquer tipo de manutenção. Uma cidade quase a ser reconstruída. Intensificamos esse trabalho depois de um ano de ajustes para arrumar a casa. O Parque do Flamengo é um dos orgulhos dessa cidade, tombado, que serve de área lazer para muita gente, um espaço democrático que está num estado de abandono grave. Teremos as obras e depois a manutenção adequada ao longo dos anos. Vamos recuperá-lo e devolvê-lo com qualidade para a população – afirmou o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

 

Nesta fase inicial também serão feitos outros serviços, como a recuperação de pisos em pedras portuguesas, saibro e concreto; manutenção de balizadores, guarda-corpos e grampos de proteção para calçadas; plantio de grama e reposição de bancos e mesas em concreto. Paralelamente, foi firmado um contrato exclusivo para a reforma dos campos de grama sintética.

O prefeito Eduardo Paes acompanhou o início das obras no Parque do Flamengo – Beth Santos/Prefeitura do Rio

 

Para a secretária de Conservação, Anna Laura Valente Secco, é motivo de orgulho devolver ao Rio de Janeiro um espaço tão valorizado por cariocas e turistas.

 

– Há mais de dez anos o Parque do Flamengo não passava por uma revitalização desse porte. O restauro da Cidade das Crianças, por exemplo, atende a um pedido antigo da população e devolve uma área de lazer que marcou a infância de muita gente – frisou a secretária.


Próximas etapas

As próximas fases da revitalização do Parque do Flamengo incluem a restauração do Coreto Estrela, assinado por Affonso Eduardo Reidy, e a manutenção dos pavimentos da ciclovia e da pista de skate. Também estão previstas a recuperação do entorno do Monumento a Estácio de Sá, do Museu Carmem Miranda, do Pavilhão Japonês e do anfiteatro, bem como das passagens subterrâneas da Avenida Rui Barbosa e das ruas Tucumã e Dois de Dezembro. Na altura do Museu de Arte Moderna serão recuperados o Jardim de Ondas e o espelho d’água em frente ao museu.

Idealizado por Lotta de Macedo Soares, o Parque do Flamengo, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. O projeto paisagístico é de Roberto Burle Marx e a concepção urbanística, de Affonso Eduardo Reidy.

 

– Iniciar a nova fase da Subprefeitura da Zona Sul com as obras de recuperação do Parque do Flamengo é motivo de alegria e de responsabilidade. Essa é uma demanda antiga e a nossa gestão está empenhada em devolver para a população o parque, que também é símbolo da paisagem e referência para moradores e turistas. Tenho a certeza de que o Parque do Flamengo voltará a ficar lindo, conservado e motivo de orgulho para todos nós – declarou o subprefeito da Zona Sul, Flávio Valle.


Luz Maravilha

A iluminação do Aterro do Flamengo também passou por revitalização dentro do programa Luz Maravilha, Parceria Público-Privada (PPP) de iluminação pública que vai modernizar todos os pontos de iluminação do município até dezembro de 2022.  Os pontos de iluminação da Avenida das Nações Unidas e das avenidas da Praia de Botafogo e da Praia do Flamengo já foram totalmente contemplados, assim como as luzes da ciclovia.

As passagens subterrâneas, as orlas do Flamengo e de Botafogo, assim como a ciclovia de Botafogo também serão beneficiadas pelo programa. No momento, a iluminação do acesso às passagens subterrâneas está em processo de modernização. A iluminação dos pontos do Aterro, principalmente das passagens subterrâneas, será modernizada com projeto para minimizar os danos causados pelo vandalismo. Os pontos de luz do Aterro já são de LED e recebem manutenção constante.

  • 16 de fevereiro de 2022