Vasos de 600 kg são removidos da Av. Presidente Vargas para revitalização

Publicado em 26/08/2021 - 14:08 | Atualizado
Vasos de 600 kg são removidos - Divulgação/Prefeitura

Equipes da Fundação Parques e Jardins deram continuidade na madrugada desta quinta-feira (26/08) às ações do projeto paisagístico para a requalificação de 32 grandes vasos da Avenida Presidente Vargas. Com todo o cuidado que a operação exige, 15 peças de ferro fundido, de aproximadamente 600 kgs cada, foram içadas e encaminhadas para um processo de revitalização. De acordo com o projeto, realizado em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e a Subprefeitura do Centro, todas as peças irão receber serviços de conservação, jardinagem e plantios de espécies arbustivas e de forração.

Conforme o cronograma, desenvolvido pela Gerência de Praças e Parques Históricos da FPJ, com o apoio da Comlurb, após a realização dos serviços de poda e de remoção, os vasos passarão por um processo de limpeza, lixamento, aplicação de zarcão (composto químico anti-ferrugem) e pintura. Os plantios serão realizados no local, após o reposicionamento das peças ao longo da avenida.

Os 15 vasos de fundição artística que estão sendo recuperados, serão reposicionados próximos à Candelária e aos edifícios mais antigos da Avenida Rio Branco. Outras 17 peças em concreto também serão revitalizadas e distribuídas no canteiro central da Avenida Presidente Vargas, no trecho entre a Rua Uruguaiana e a Biblioteca Parque.

Conserto das calçadas
Devido ao peso das peças, os vasos de ferro fundido provocaram o afundamento das calçadas onde estavam instalados. Em razão disso, uma equipe de calceteiros da Seconserva está trabalhando nesses locais para a restauração de trechos de pedra portuguesa.

Paisagismo
Após a remoção de oito árvores que cresceram e atingiram porte inapropriado para a capacidade dos vasos, o projeto paisagístico também prevê o plantio de mudas de forração e de 32 espécies arbustivas. Foram escolhidas plantas resistentes a altas temperaturas.

O projeto conta ainda com o apoio da CET-Rio e da Guarda Municipal. Os trabalhos irão acontecer sempre à noite, das 22h às 4h, para não prejudicar o fluxo de veículos e de pedestres na região.