Ronda Maria da Penha leva mais segurança a mulheres vítimas de violência

Publicado em 12/03/2021 - 07:06 | Atualizado
Guarda Municipal lança a Ronda Maria da Penha para dar proteção a mulheres vítimas de violência - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, em parceria com o Tribunal de Justiça, lança nesta sexta-feira (12/03) a Ronda Maria da Penha, programa da Guarda Municipal que capacitou 31 agentes para verificação do cumprimento de medidas protetivas aplicadas a mulheres vítimas de violência. Os atendimentos serão feitos por três pessoas, sendo que na equipe haverá sempre uma guarda feminina. Os quatro carros usados na patrulha têm adesivos na cor lilás e a logomarca do programa.

Ao receberem uma notificação do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da capital, guardas municipais irão à residência da vítima para verificar se ela está realmente protegida. O agressor não pode, por exemplo, aproximar-se dela, manter contato ou frequentar determinados lugares onde ela costuma ir.

 

Os agentes tiveram palestras em outras instituições que já realizam este trabalho – Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

 

Para a formação da primeira equipe da Ronda Maria da Penha, a Guarda consultou seus agentes para saber quem gostaria de aderir voluntariamente ao programa. Os interessados participaram de uma seleção que avaliou, entre outras questões, a personalidade e a habilidades sociais. Os patrulheiros tiveram, ainda, aulas sobre técnicas de abordagem, acolhimento e acompanhamento da vítima e sobre a Lei Maria da Penha, entre outros assuntos.

Os agentes do programa tiveram palestras em outras instituições que já realizam este trabalho, como a Polícia Militar e a Defensoria Pública, e estagiaram na Guarda Municipal de Caxias. Os profissionais também visitaram entidades que oferecem apoio a vítimas.

  • 12 de março de 2021