Prefeitura paga antecipação do 13º salário de 2021 nesta quarta-feira

Publicado em 06/07/2021 - 15:53 | Atualizado em 06/07/2021 - 16:03
Primeira parcela do benefício será paga junto com o salário de junho para todos os servidores - Marcos de Paula/Prefeitura

Os quase 200 mil servidores do município do Rio de Janeiro receberão, na próxima quarta-feira, dia 7 de julho, metade do 13º salário de 2021, junto com a remuneração de junho. O retorno da antecipação da primeira parcela do 13º, que deixou de ser realizada nos últimos quatro anos, é um dos compromissos da gestão Eduardo Paes que a Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento cumpre neste mês de  julho. Além disso, no próximo dia 15, mais de 24 mil servidores com salário bruto de R$ 4.000,01 a R$ 4.700,00 receberão o 13º atrasado de 2020, deixado em aberto pela antiga administração.

– Assumimos a prefeitura em 2021 com apenas 18 milhões em caixa e cerca de R$ 5 bilhões de restos a pagar, valor que incluía os salários de dezembro de 2020 e o 13º não pago aos servidores – diz o Secretário Municipal de Fazenda e Planejamento, Pedro Paulo. – Esse pagamento de duas folhas a mais com recursos de 2021 só é possível devido ao grande esforço de redução de despesas e aumento das receitas feito por essa administração com responsabilidade e boa gestão.

Com isso, neste mês de julho parte dos servidores receberão três pagamentos: seu salário mensal, a antecipação de metade do 13º do ano de 2021 e a totalidade do 13º salário devido do ano anterior.

O pagamento do benefício devido desde 2020 será feito em 12 faixas de salário. Em agosto, será a vez de mais de 20 mil servidores com vencimento bruto entre R$ 4.700,01 e R$ 5.500,00 receberem os valores vencidos (veja o calendário abaixo). Ao final de 2021, 84% dos servidores que hoje têm o 13º salário de 2020 em aberto terão sido pagos.

Em 2020, apenas 97.547 servidores, com salário bruto de até R$4 mil, receberam o 13º com o orçamento daquele ano — outros 100.024 receberão os valores pagos já com receitas de 2021, somando um total de R$ 936 milhões. Na prática, o orçamento de 2021 sofreu o impacto de 2 folhas salariais a mais, totalizando 15 no ano.

  • 6 de julho de 2021