Prefeitura inspeciona desinfecção no terminal Alvorada e anuncia reunião para análise da curva de disseminação no Rio

Publicado em 28/03/2020 - 16:24 | Atualizado em 28/03/2020 - 16:31
Militares fazem desinfecção nas estação Alvorada, do BRT, para conter o avanço do coronavírus. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do RioMilitares fazem desinfecção nas estação Alvorada, do BRT, para conter o avanço do coronavírus. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, inspecionou neste sábado (28/03) o trabalho de desinfecção executado por militares das Forças Armadas no terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. O serviço faz parte de uma parceria entre o Comando Militar do Leste, a Prefeitura e o BRT. Foram aplicados produtos descontaminantes nas catracas, corrimãos, validadores e outros pontos comuns ao toque de passageiros no terminal, que concentra grande quantidade de usuários diariamente.

– Este trabalho continua diariamente. Vamos desinfetar todos os pontos de ônibus, portas de hospitais, barcas, metrôs e trens. É, inclusive, uma coisa didática. As pessoas devem fazer o mesmo em suas casas, sobretudo nas partes em que tocam com mais frequência, como as maçanetas – comentou o prefeito.

Militares usam equipamentos de proteção individual na ação de desinfecção. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
Militares usam equipamentos de proteção individual na ação de desinfecção. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura

Antes, no Gabinete de Crise contra o novo coronavírus no Riocentro, Crivella classificou como “efetivas e equilibradas” as medidas adotadas até agora pela Prefeitura no combate ao vírus, tendo em vista que os números de propagação da doença evoluíram abaixo da expectativa.

Situação da curva da Covid-19

O prefeito informou que neste domingo (29/03) terá uma reunião com os especialistas da área de saúde do município, no Riocentro para analisar a curva de disseminação da Covid-19.

– Diretores de hospitais, professores de universidade , nossos infectologistas e a secretária de Saúde, com todo o seu staff, vão se reunir comigo na tarde de domingo. Vamos avaliar as medidas que tomamos, os efeitos que tiveram e como e quando retomaremos a vida normal. Eu diria que a expectativa é boa – disse.

Números melhores que previstos

Crivella disse ainda que os números de infectados na cidade são melhores que o previsto inicialmente:

– Durante a semana que começou a intervenção efetiva da Prefeitura no afastamento social. Ou seja, o comércio todo da cidade, na madrugada de terça-feira, fechou, com exceção das atividades essenciais. Se nós formos olhar pela série histórica, deveríamos ter 2.200 casos de pessoas confirmadas. Na sexta-feira (27/03), tínhamos 431 casos. Vamos monitorar dia a dia, mas isso mostra que a medida que tomamos foi equilibrada. Nós não mexemos com a indústria e não mexemos com os serviços. Os números estão menores até do que uma previsão otimista.

O prefeito reiterou a necessidade de manter o afastamento social até que a comunidade científica avalie que outras ações podem vir a ser tomadas em relação à circulação das pessoas.

Foram aplicados produtos descontaminantes nas catracas, corrimãos e validadores. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
Foram aplicados produtos descontaminantes em diversos locais do terminal. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

Município anuncia que ônibus não vão parar de circular na cidade