Prefeitura eterniza como patrimônio cultural de natureza imaterial trecho da Praia de Ipanema conhecido como “Dunas da Gal” nos anos 70

Publicado em 18/11/2022 - 10:02 | Atualizado em 18/11/2022 - 13:40
  • Início/
  • /
  • Prefeitura eterniza como patrimônio cultural de natureza imaterial trecho da Praia de Ipanema conhecido como “Dunas da Gal” nos anos 70
Gal Costa era frequentadora da Praia de Ipanema na época em que morou no Rio - Fabio Motta/Prefeitura do Rio

Em homenagem à cantora baiana Gal Costa, ícone do Tropicalismo e da Música Popular Brasileira, a Prefeitura do Rio declarou nesta sexta-feira (18/11) como patrimônio cultural de natureza imaterial o trecho da Praia de Ipanema em frente à Rua Teixeira de Melo, conhecido nos anos 1970 como “Dunas da Gal”. O decreto, assinado pelo prefeito Eduardo Paes, foi publicado no Diário Oficial.

– O Rio sempre recebeu de braços abertos artistas de todo o país e do mundo.  Declarar o trecho da praia como Patrimônio Imaterial é a nossa maneira singela de prestar homenagem à Gal, que partiu muito cedo. O legado da cantora para a música e a cultura popular agora ficará eternizado na Praia de Ipanema – celebrou o prefeito Eduardo Paes.

O decreto lembra que, durante as obras de construção do emissário submarino de Ipanema, na década de 1970, as intervenções proporcionaram a formação de dunas nas areias da praia, se tornando referência efêmera naquela paisagem. O documento complementa que, no mesmo período, grupos de artistas, dos quais destaca-se a presença de Gal Costa, ocuparam e fizeram daquele ponto uma referência cultural da cidade.

Nascida em Salvador, Gal viveu durante décadas no Rio de Janeiro, tendo se identificado com a cidade. O Instituto Rio Patrimônio da Humanidade irá fazer a inscrição das “Dunas da Gal” no Livro de Registro dos Lugares do Rio de Janeiro.

  • 18 de novembro de 2022
  • Skip to content