Prefeitura do Rio organiza seminário online sobre alimentação saudável na pandemia

Publicado em 04/11/2020 - 15:16 | Atualizado
A Prefeitura do Rio apresentou as adaptações realizadas em seus projetos de alimentação urbana para amenizar os efeitos da pandemia. Foto: Richard Santos/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro, junto com a cidade de Belo Horizonte (MG), organizou  o seminário online “Segurança Alimentar em tempos de Covid-19: melhores práticas regionais relacionadas aos princípios do Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana”. A realização, na terça-feira, 27/10, foi parte da agenda oficial de eventos regionais do Pacto adaptados aos tempos atuais de pandemia do novo coronavírus. E contou com apresentações das cidades latino-americanas Buenos Aires (Argentina), Lima (Peru) e Medellín (Colômbia) e também da rede Governos Locais pela Sustentabilidade (ICLEI), com participação das demais cidades da região signatárias do Pacto.

O objetivo do encontro foi apresentar os principais programas e as melhores práticas das cidades latino-americanas relacionados a alimentação saudável, sustentável e inclusiva e a segurança alimentar, elaborados ou adaptados ao contexto da pandemia da Covid-19. Buscou-se também compreender os desafios impostos pela crise na produção, distribuição e consumo de alimentos nas cidades, principalmente aos grupos em situação de vulnerabilidade.

No evento, a Cidade do Rio apresentou as adaptações realizadas em seus projetos de alimentação urbana para amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus. Dentre elas, foi citado o programa de agroecologia urbana Hortas Cariocas, que destinou toda a produção e colheita de alimentos às comunidades onde as hortas estão localizadas e implementou a tecnologia de produção de peixes (aquaponia de tilápia). Com o mesmo objetivo, o horário de funcionamento dos Restaurantes Populares foi ampliado, passando a abrir aos finais de semanas e a oferecer três refeições diárias. Além disso, os restaurantes oferecem agora a opção de retirada para consumo fora do estabelecimento (quentinha) para usuários que fazem parte dos grupos de risco ou com restrições de deslocamento, pelo mesmo valor cobrado no almoço e jantar no local.

Desde 2015, o Rio de Janeiro é signatário do Pacto de Milão, compromisso assumido por 170 cidades de todos os continentes para a governança das políticas urbanas sobre alimentação. Em 2019, a Cidade sediou o I Encontro Latino-Americano do grupo e recebeu o prêmio de menção honrosa na categoria Food Production (Sistemas Alimentares Urbanos) durante encontro em Montpellier, na França.

As atividades do Pacto de Milão fortalecem o compromisso da Prefeitura do Rio em garantir aos cidadãos segurança alimentar, oferecendo alimentos saudáveis e acessíveis, baseado em princípios dos direitos humanos e de sustentabilidade ambiental.

  • 4 de novembro de 2020