Prefeitura cria certificação para premiar ações de direitos humanos no município

Publicado em 30/10/2020 - 11:16 | Atualizado em 30/10/2020 - 12:21

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Assistência Social (SMASDH), criou uma premiação voltada para ações relacionadas ao tema e ocorridas no período da pandemia de Covid-19. Trata-se da certificação “Selo de Direitos Humanos” para entidades públicas e privadas que atuem de acordo com tais princípios e que lutem para eliminar todas as formas de discriminação no acesso, remuneração, ascensão, permanência no emprego e no ambiente de trabalho no município do Rio de Janeiro.

As inscrições para o 1º edital do selo, concebido em resolução publicada em 08 de agosto deste ano, acontecem até o dia 10 de novembro. Esta primeira edição premiará ações que abranjam o período da pandemia. Para se inscrever, é preciso preencher o Formulário de Inscrição (https://forms.gle/CeKqgREgRBGFGzUM6), conforme previsto no Edital.

Ao todo, 50 candidaturas serão validadas por ordem de inscrição. Deste montante, 25 projetos vão ser escolhidos para receber a certificação. O objetivo é prestar reconhecimento oficial a cada dois anos para entidades públicas e privadas que sigam os princípios dos direitos humanos. Com o selo, espera-se incentivar a criação de novas iniciativas neste sentido.

Para a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Tia Ju, reconhecer ações que promovam os direitos humanos é importante para a democracia.

“Os princípios democráticos estão firmados dentro do respeito aos direitos humanos. Reconhecer a atuação de empresas que promovam esses direitos de maneira institucional é dar fôlego para que atitudes assim se multipliquem pela cidade”, afirma Tia Ju.

  • 30 de outubro de 2020