Prefeitura apresenta instituições selecionadas para a 1ª edição do Selo de Direitos Humanos

Publicado em 07/12/2020 - 17:56 | Atualizado

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), publicou no Diário Oficial desta segunda-feira (07/12) as 25 iniciativas reconhecidas e aptas a receberem o Selo de Direitos Humanos – 1ª Edição. A cerimônia de certificação faz parte da grade do Festival Rio + Humano, e acontece no dia 10 de dezembro, no auditório da Prefeitura, com a presença da secretária Tia Ju.

A premiação surgiu como forma de prestar reconhecimento a entidades públicas e privadas que atuam de acordo com os princípios dos direitos humanos e que lutam para eliminar todas as formas de discriminação no acesso, remuneração, ascensão, permanência no emprego e no ambiente de trabalho no município do Rio de Janeiro.

Para a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Tia Ju, reconhecer ações que promovam os direitos humanos é importante para a democracia.

– Os princípios democráticos estão firmados dentro do respeito aos direitos humanos. Reconhecer a atuação de empresas que promovam esses direitos de maneira institucional é dar fôlego para que atitudes assim se multipliquem pela cidade -, afirma Tia Ju.

As iniciativas inscritas por meio do edital foram avaliadas e ranqueadas de acordo com o item 5 da resolução nº 09, de 08 de outubro de 2020, por uma banca composta pelas servidoras Bárbara Goes Palhares, Conceição de Maria Nascimento Sousa, Cristiane da Silva Santana, Gláucia Bezerra Pires e Janaína Alessandra de Souza Battaglia Lenzi.

Abaixo, lista das 25 iniciativas chanceladas, por ordem decrescente:

Pessoas e Negócios Saudáveis, do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS);

Programa de Inclusão Social de Famílias, do Banco da Providência;

Mulheres em Movimento, do Espaço Democrático de União, Convivência, Aprendizagem e Prevenção (EDUCAP);

Instituto Reação, do Instituto Reação;

Projeto Saúde na Escuta para as Famílias, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro;

Programa SESI Cidadania, do Serviço Social da Indústria do Rio de Janeiro (SESI-RJ);

Oficinas do Saber Afrocentrado, do Instituto ONIKOJA;

Semente do Futuro, do Núcleo Sócio Cultural Semente do Amanhã;

Programa Atenção à Pessoa com Deficiência e suas Famílias, do Instituto Pertencer Estudos e Pesquisas em Inclusão e Educação;

Projeto de Vida, da Associação Mãe África;

Solidariedade: a união faz a diferença em tempos de pandemia!, da Associação Solidários Amigos de Betânia;

Casa Lar Aura Celeste contra o Coronavírus, de Casa Lar Aura Celeste;

Capacitação online – Programa Armazém Social do Saber, de Fundação Movimento Universitário de Desenvolvimento Econômico e Social (MUDES);

Cristolândia Rio de Janeiro, da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira;

Projeto de Ajuda emergencial por Covid-19, da Associação Filantrópica Arte Salva Vidas;

Atuação do Centro Sociocultural Letícia Fonseca frente aos efeitos socioeconômicos da pandemia, do Instituto Floriano Peçanha dos Santos;

Educar e Transformar, do Grupo de Ação Social Comunitária (GASCO);

Projeto República da Vida, do Centro de Desenvolvimento da Qualidade de Vida;

Juventude e Ecologia: Vozes em Movimento, do SIC – Colégio AIACOM – Armazém de Ideias e Ações Comunitárias;

SOS Favela, do Viva Rio;

Programa VIRAVIDA Jovens do Futuro, da Firjan SESI;

Cuidar com Parkinson, da Associação Parkinson Carioca;

Projeto Resgate Coração Solidário, da Associação Projeto Resgate Coração Solidário;

Instituto é Possível Sonhar, do Instituto é Possível Sonhar;

One by One – Educação: O Caminho para a Inclusão Social, de UM em UM (One by One).

  • 7 de dezembro de 2020