Prefeito participa de missa em homenagem a São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio

Publicado em 20/01/2022 - 12:24 | Atualizado em 20/01/2022 - 12:38
  • Início/
  • /
  • Prefeito participa de missa em homenagem a São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio
A imagem de São Sebastião na Igreja dos Capuchinhos - Beth Santos / Prefeitura do Rio

O prefeito Eduardo Paes participou nesta quinta-feira (20/01) da tradicional Missa da Cidade, no Santuário Basílica de São Sebastião (Igreja dos Capuchinhos), na Tijuca. A celebração, que faz parte das homenagens ao santo, padroeiro do Rio, foi conduzida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal dom Orani Tempesta. Para evitar aglomerações e permitir que mais fiéis participassem das orações, a cerimônia foi transmitida pela internet.

Durante a missa, o prefeito renovou seus votos para a cidade e falou que, mesmo diante das dificuldades, é preciso manter a perseverança e a fé:

 

– Quero manifestar minha satisfação de poder voltar a essa igreja numa data tão especial, dia do padroeiro da nossa cidade, como prefeito cristão e católico. Acho que todos nós aqui prestamos muita atenção nas palavras de dom Orani, quando faz referência à força, à perseverança, à resiliência e à fé de São Sebastião, para superarmos as dificuldades. O mundo passa por um momento complicado. A nossa cidade enfrenta dificuldades, mas tenho certeza que o povo, inspirado pelo seu padroeiro, vai perseverar, continuar com fé e superar. Viva o Rio de Janeiro e seu padroeiro, viva São Sebastião.

 

Mulher mostra devoção a São Sebastião – Beth Santos / Prefeitura do Rio

 

Na homilia, Dom Orani reforçou a importância da fé e destacou a força de São Sebastião, que serve de exemplo para todos os cariocas. Ele pediu ainda que as pessoas sejam mais tolerantes, apesar das diversidades.

 

– Na palavra de Deus hoje, essa fé em São Sebastião, percebemos que o mundo, a nossa cidade, o nosso estado necessitam de homens e mulheres convictos, que vivem a sua fé, que não sejam intolerantes e passem pelo mundo fazendo o bem. Mesmo levando flechada, que apareçam situações difíceis para cada um de nós, pela mesma força de São Sebastião, vamos continuar nossa caminhada. O mundo necessita de homens e mulheres fortes. Porque mesmo flechados e com dificuldades, muitas vezes condenados à morte, como foi São Sebastião, não desanimamos e damos razão à nossa fé. Porque encontramos a pérola da nossa vida em Jesus Cristo – disse o arcebispo do Rio.

 

Paes na missa para São Sebastião – Beth Santos / Prefeitura do Rio

 

Quem foi São Sebastião

São Sebastião foi um leigo e soldado cristão, nascido em Milão, na Itália, por volta do século III, embora haja versões de que tenha nascido em Narbonne, na França.

Nas fileiras romanas, São Sebastião chegou a ser considerado um dos oficiais prediletos do Imperador Diocleciano. Contudo, nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Denunciado por isso, foi condenado à morte. Amarrado a um tronco, foi atingido por flechas, mas se salvou.

Recuperado, demonstrou coragem e se apresentou novamente ao imperador, censurando-o pelas injustiças cometidas contra os cristãos e o acusando de inimigo do Estado. Perplexo com tamanha ousadia, Diocleciano ordenou que os guardas o açoitassem até a morte, em 20 de janeiro de 288.

 

Escultura de São Sebastião passa por limpeza e revitalização em homenagem ao padroeiro do Rio

  • 20 de janeiro de 2022