Prefeito comenta decisão do presidente do Tribunal de Justiça pela reabertura com cautela de algumas atividades no Rio

Publicado em 09/06/2020 - 18:47 | Atualizado
Centro Administrativo São Sebastião (CASS) e o Palácio da Cidade receberão iluminação especial no próximo sábado (12/12)"Atos como esse não podem ser tolerados, merecem nossa repulsa e providências para penalizar o infrator", afirmou Jorge Felippe. Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio
O prefeito Marcelo Crivella disse nesta terça-feira (09/06) que a decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Claudio de Mello Tavares, a favor da flexibilização do isolamento social, permitirá a reabertura de atividades na cidade previstas em uma primeira fase, como os templos religiosos, desde que cumprindo as ‘regras de ouro’ do comitê científico pelo afastamento social e uso de máscaras.

Crivella informou que o comitê científico se reuniu nesta terça-feira (09/06) para tratar do retorno à atividade dos shopping-centers da capital. O prefeito disse que nesta quarta-feira (10/06) haverá reunião com o setor para estabelecer as condições que ofereçam segurança às pessoas.

A decisão do desembargador Claudio de Mello Tavares suspendeu os efeitos da liminar concedida pela 7ª Vara de Fazenda Pública, que vetou trechos dos decretos do prefeito Marcelo Crivella e do governador do estado, autorizando a flexibilização das medidas de distanciamento social para o combate à Covid-19.