Novo coronavírus: Veja aqui as medidas adotadas pela Prefeitura nesta terça-feira (07/04) para conter a pandemia na cidade

Publicado em 07/04/2020 - 22:03 | Atualizado
Hospital de campanha no Riocentro terá 500 leitos. Foto: Divulgação / Prefeitura do RioHospital de campanha no Riocentro terá 500 leitos. Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta terça-feira (07/04) que vai enviar uma proposta ao juiz federal da 9ª Vara Criminal, José Eduardo Nobre Matta, para que parte dos recursos obtidos pela Operação Lava-Jato sejam destinados a complementar a renda de operadores dos transportes públicos municipais impactados pela crise gerada pela pandemia. A Secretaria Municipal de Transportes concluiu o texto, no qual a Prefeitura sugere pagar a cada trabalhador do segmento – motoristas e cobradores de ônibus, taxistas (permissionários e auxiliares), mototaxistas, motoristas escolares, operadores de vans, cabritinhos e veículos de fretamento – um valor complementar à renda atual.

O pagamento é para ser feito em uma única data, beneficiando 80 mil famílias. A quantia pode variar de uma ajuda de custo até o pagamento de um salário integral referente a cada categoria. Devido às recomendações para que as pessoas permaneçam em casa, o número de passageiros nos transportes públicos caiu significativamente. No sistema de ônibus, por exemplo, a redução atingiu uma média de 70%. Com isso, empresas passaram a ter dificuldades em manter o sistema funcionando adequadamente, e muitos motoristas tiveram a carga de trabalho reduzida, assim como o salário. Operadores dos demais meios de transportes também enfrentam sérias adversidades por causa da redução drástica de usuários e os recursos poderão ajudar a superar esse cenário atual.

 

HOSPITAL DE CAMPANHA: 85% DAS OBRAS CONCLUÍDAS

Com 85% das obras prontas, o hospital de campanha do Riocentro, na Barra da Tijuca, que está sendo construído pela Prefeitura do Rio de Janeiro, terá 500 leitos para pacientes com o novo coronavírus, sendo 400 de clínica médica e 100 de UTI. Os leitos já começaram a ser instalados. Haverá também um pequeno centro cirúrgico. A RioSaúde, gestora do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, assumirá a gestão do local e fará contratações emergenciais, por tempo determinado, de 1.355 profissionais de saúde. A unidade começará a funcionar quando o Ronaldo Gazolla, referência no atendimento à Covid-19, atingir 70% de sua capacidade de ocupação.

 

TESTES RÁPIDOS PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Profissionais de saúde da rede municipal começaram a ser testados nesta terça-feira (07/04) com material doado pela campanha nacional “Unidos contra o Coronavírus”, uma iniciativa de um grupo de empresários brasileiros. No primeiro dia, foram feitos exames em 25 funcionários do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, com 100% de resultados negativos para a infecção pelo vírus.

A testagem continuará na unidade pelos próximos dois dias e seguirá para outras da rede municipal, incluindo as da Atenção Primária (Centros Municipais de Saúde e Clínicas da Família).

MEDIDAS PREVENTIVAS

Para orientar a população em geral, estabelecimentos e profissionais de diversos segmentos, a Vigilância vem produzindo boletins informativos com ações de prevenção e controle à Covid-19. Ao todo, já foram concluídos 13 volumes com normas sanitárias e outras recomendações já disponibilizadas no site da pasta vinculada à Secretaria Municipal de Saúde.

Os boletins informativos serão publicados no Diário Oficial desta quarta-feira (08/04). O mais recente deles é específico para as comunidades terapêuticas, com recomendações como a troca de roupas dos acolhidos sintomáticos e evitar atividades que provoquem aglomerações nessas casas que buscam a reinserção social.

Também nesta quarta-feira (08/04) a Vigilância Sanitária divulga a cartilha recém produzida com medidas de prevenção à Covid-19 para as unidades do sistema prisional e do sistema socioeducativo. São protocolos e demais normas sanitárias que devem ser adotadas como forma de minimizar a disseminação do vírus no ambiente prisional, contribuindo para preservar a saúde tanto da população carcerária como dos profissionais que nelas atuam. As cartilhas serão distribuídas à direção dessas instituições.

ACOLHIMENTO DE ARTISTAS IDOSOS

Por meio das secretarias municipais de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), de Saúde e de Cultura, a Prefeitura fez parceria para acolhimento de artistas idosos em hotéis do Rio, dentro do projeto Hospedagem de Idosos, criado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), e que já vem acolhendo moradores da Rocinha e do Vidigal para cumprir o distanciamento social durante a crise do novo coronavírus.

Com a parceria, a Secretaria Municipal de Cultura passa a ajudar na pré-seleção de idosos artistas que possam se tornar possíveis hóspedes. Após o mapeamento, eles vão passar pela triagem de rotina do projeto. Caso a pessoa esteja dentro do perfil e passe pela avaliação médica, terá direito aos serviços de hotelaria, refeições diárias, rouparia, tv, internet e lavanderia. Além disso, contarão com o apoio de uma equipe de psicólogos e assistentes sociais 24 horas. O hóspede precisa aceitar ficar 30 em isolamento.

 

OBRA SOCIAL ABRACE O RIO DISTRIBUI CESTAS BÁSICAS DOADAS

A Obra Social Abrace o Rio, coordenada pela primeira-dama do município, Sylvia Jane Crivella, distribuiu 755 cestas básicas a famílias de comunidades cariocas, desde o início da pandemia. A maior parte das contribuições partiu da comunidade chinesa que vive na cidade, com o apoio da Câmara de Intercâmbio Cultural Brasil/China.

As cestas já beneficiaram moradores dos complexos do Alemão e da Penha, do Chapadão, da Pedreira, do Jacaré, do Lins, do Jacarezinho e da Vila Kennedy. As famílias são cadastradas no Programa Territórios Sociais, do Instituto Pereira Passos (IPP), que dá assistência a pessoas em situação de extrema pobreza.

A mobilização teve início assim que começaram as ações da Prefeitura para conter o avanço da COVID-19. A Obra Social Abrace o Rio tem solicitado doações de todos os cidadãos e empresas para suprir as necessidades dessas famílias. As contribuições podem ser feitas no Banco do Brasil, agência 2810-0, conta corrente 111536-7, sob o CNPJ: 08.881.877/0001-40.

 

FISCALIZAÇÃO

Em uma semana de funcionamento, o Disk Aglomeração da Prefeitura do Rio já atendeu a 978 chamados para dispersar grupos de pessoas. Com o objetivo de evitar a concentração de pessoas, no momento, uma das principais medidas de combate ao novo coronavírus, a iniciativa ganhou, nesta semana, um reforço tecnológico: o uso de sinais de celulares para detectar pontos de aglomeração, a partir de uma parceria com a operadora de telefonia TIM e o Centro de Operações Rio (COR).

Até então, o serviço – coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) – funcionava exclusivamente com base em chamados para a Central 1746, que continua recebendo ligações do tipo. Os chamados servem para planejar as ações das equipes. Os bairros mais demandados são: Campo Grande, Centro, Realengo, Bangu, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Tijuca, Copacabana, Santa Cruz e Taquara. Em outra frente, a Seop prossegue com ações conjuntas para fechar estabelecimentos comerciais não essenciais em toda a cidade – em cumprimento ao decreto municipal de combate à pandemia. Até segunda-feira (06/04), foram fechados 1.294 estabelecimentos de 1.957 fiscalizados.

Fiscais da Secretaria Municipal de Transportes percorrem os corredores do BRT para verificar o cumprimento da determinação de transportar somente passageiros sentados. Desde o início das ações contra a disseminação do novo coronavírus, 175 multas foram aplicadas. Outras 43 autuações foram aplicadas aos demais consórcios atuantes na cidade por inoperância de linhas de ônibus convencionais, circulação com frota abaixo do autorizado pela SMTR, falta de vistoria e cobrança de tarifa com valor diferente do estabelecido.

No resumo a seguir, a Prefeitura do Rio apresenta as principais medidas anunciadas nesta terça-feira para combater a pandemia na cidade. Acompanhe:

 

ASSISTÊNCIA SOCIAL

– A Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) e Governo do Estado fecharam uma parceria para fazer a distribuição de 410 mil cestas básicas para a população atingida economicamente pela pandemia do novo coronavírus. Em reunião virtual, nesta segunda-feira (06/04), a secretária de Assistência Social, Tia Ju e o vice-governador, Cláudio Castro, definiram estratégias para a realização do projeto. Na próxima quinta-feira (09/04), uma nova reunião técnica será realizada para acertar a logística dos pontos de distribuição. Uma das categorias que podem ser contempladas com a parceria é a de motoristas de aplicativos.

– O Sambódromo recebeu, na segunda-feira (06/04), mais 60 homens em situação de rua, como medida de prevenção e combate ao novo coronavírus. A SMASDH transformou mais salas de aula em quartos, além de instalar novos chuveiros e pias e entregar para os abrigados kits de higiene, para que esta população consiga realizar a higienização pessoal. Todas as vagas foram preenchidas no mesmo dia.

– A SMASDH está fechando uma parceria com a organização Médicos Sem Fronteiras para prestar assistência durante a pandemia da Covid-19. A organização, que já presta serviços em outros países como Itália, Grécia, Irã e Espanha, dentre outros, vai ajudar a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos na triagem, avaliação, capacitação de pessoal e orientações em relação à pandemia, visitando abrigos e outros locais que prestam assistência aos grupos mais vulneráveis, como as instalações do Sambódromo.

– A Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) vai se credenciar para participar do Edital de Seleção de Projetos Sociais para combate à pandemia da Covid-19 que está sendo realizado pela 9ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Rio de Janeiro.

O Edital vai selecionar propostas que visem a aquisição de materiais, equipamentos ou insumos de saúde, para o combate à pandemia da Covid-19, custeadas com recursos da Lava-Jato. O valor por projeto é de até R$1.000.000,00 que será custeado com recursos apreendidos, já de posse do juízo.

– A SMASDH já está elaborando um projeto para adquirir Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para os funcionários que estão trabalhando diretamente com abordagem de pessoas em situação de rua e também dentro dos abrigos, além de kits de testagem rápida para ser realizado nas pessoas que são atendidas pela rede e também custeio de prestação de serviços necessários à prevenção, monitoramento, vigilância ou combate à pandemia.

– 25 idosos, moradores de comunidades, estão hospedados em hotéis disponibilizados pela Prefeitura do Rio para prevenir este grupo de risco, do contágio do novo coronavírus.

– A SMASDH mantém a distribuição de cestas básicas para os taxistas permissionários, aqueles que pagam diárias e que têm acima de 60 anos. Já foram distribuídas 3.238. A entrega continuará até quinta-feira (09/04) . Os taxistas estão sendo comunicados pelo aplicativo Taxi.Rio. No momento da retirada, é preciso apresentar o CIAT, além de documento oficial com foto. A entrada é pela Rua Olof Palm, portão D.

A distribuição é dividida conforme as iniciais dos nomes dos taxistas. Confira abaixo as próximas datas:

– Quarta-feira: letras L / M / N / O
– Quinta-feira: letras P / R / S / T / U / V / W / Z

 

GUARDA MUNICIPAL

Proteção dos agentes – Entre as medidas adotadas para proteger os servidores, a Prefeitura do Rio iniciou a distribuição, nesta terça-feira (07/04), de mais 15 mil máscaras e 8 mil frascos de álcool em gel de 100ml para agentes da Guarda Municipal. Esta é terceira aquisição de material de proteção individual para prevenção à Covid-19 para uso dos guardas. As duas primeiras compras foram feitas em março, com a Guarda Municipal e a Secretaria Municipal de Ordem Pública adquirindo 11 mil pares de luvas (nos tamanhos P, M e G), 5.360 máscaras, 407 litros de álcool em gel, além de 60 litros de sabonete líquido, 110 fardos de papel toalha, 12 caixas de água sanitária e 25 caixas de alvejante para a limpeza da sede, bases operacionais e higienização das viaturas.

BRT – Atua diariamente com 176 guardas municipais no patrulhamento de 50 estações do BRT (corredores da Transoeste, Transolímpica e Transcarioca) para evitar aglomeração e fiscalizar se os passageiros estão sendo transportados sentados nos ônibus, conforme determinação da prefeitura.

Conscientização – Guardas municipais conscientizam a população para evitar aglomerações, utilizando megafone para alertar sobre os riscos do novo coronavírus e a necessidade de ficar em casa, respeitando o período de isolamento. As equipes percorrem estações do BRT e o calçadão das praias das zonas Sul e Oeste, entre outros pontos onde há concentração de pessoas.

Apreensões – Em ações de ordenamento urbano, guardas municipais apreenderam 172 máscaras cirúrgicas, 100 luvas e 876 frascos de álcool em gel sem procedência, que estavam sendo comercializados por ambulantes sem autorização nos bairros de Bangu, Campo Grande, Centro, Tijuca, Ipanema e Copacabana.

Vacinação – A Guarda Municipal apoia a campanha de vacinação contra a gripe com o efetivo de 116 agentes e 38 veículos para o controle e o monitoramento do trânsito de 162 unidades saúde do município, além de postos do Detran que funcionam com sistema “drive thru”.

Outros pontos de atuação – A Guarda Municipal atua também em 22 pontos turísticos e em áreas de proteção ambiental interditados, além de 23 praças e áreas de lazer da cidade – incluindo as praias -, para coibir concentrações de pessoas. A Guarda apoia ainda os restaurantes populares, o Sambódromo e o Hospital de Campanha, no Riocentro.

Cestas Básicas – Apoia a Prefeitura do Rio na distribuição de cestas básicas para trabalhadores autônomos (ambulantes e taxistas). A ação envolve 12 unidades operacionais no armazenamento, logística e auxílio aos funcionários da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos.

SECRETARIA MUNICIPAL DE ORDEM PÚBLICA

– O Disk Aglomeração da Prefeitura do Rio já atendeu a 978 chamados para dispersar grupos de pessoas, em uma semana. Para evitar a concentração de pessoas, uma das principais medidas de combate ao novo coronavírus, a iniciativa ganhou, um reforço tecnológico importante: o uso de sinais de celulares para detectar pontos de aglomeração, a partir de uma parceria com a operadora de telefonia TIM e o Centro de Operações Rio (COR).

– O serviço funcionava só com base em chamados para a Central 1746, que continua recebendo ligações do tipo. Os chamados servem para planejar as ações das equipes. Os bairros mais demandados são: Campo Grande, Centro, Realengo, Bangu, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Tijuca, Copacabana, Santa Cruz e Taquara. Em outra frente, a Seop prossegue com ações conjuntas para fechar estabelecimentos comerciais não essenciais em toda a cidade – em cumprimento ao decreto municipal de combate à pandemia. Até segunda-feira (06/04), foram fechados 1.294 estabelecimentos de 1.957 fiscalizados.

– A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta terça-feira (07/04), em edição extraordinária do Diário Oficial, os horários escalonados para o funcionamento das atividades consideradas essenciais no comércio e na indústria da cidade. O objetivo é conter a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e reduzir a aglomeração de pessoas em transportes públicos e estabelecimentos. As mudanças entram em vigor a partir desta quinta-feira (09/04), e a publicação atualiza as medidas tomadas pela Prefeitura no Decreto 47.282, de 21/03/2020.

Veja os horários de funcionamento por atividade
– Padarias e confeitarias – 5h às 20h
– Farmácias – 7h às 22h
– Aviários, açougues, peixarias e hortifrútis – 07h30 às 19h30
– Hipermercados, supermercados, mercados e mercearias – das 08h às 21h
– Distribuidoras – 6h30 às 18h30
– Depósitos – 6h30 às 21h
– Lojas de conveniência – 08h às 20h
– Postos de combustíveis – sem restrição
– Lojas de conveniência (fora de postos de combustíveis) – 10h às 18h
– Agências bancárias e casas lotéricas – de 10h às 16h
– Lojas de produtos para animais, medicamentos veterinários e comércio para consumo agrícola – 10h às 16h
– Estabelecimentos com serviço de entrega (delivery) – 10h às 16h
– Comércio de gás e lavanderias – 11h às 20h
– Comércio de materiais de construção – 8h30 às 18h
– Transportadoras e abastecimento – sem restrição
– Atividades econômicas suscetíveis de serem realizadas na modalidade drive thru – de 12h às 24h.

Horário para a indústria também é modificado
– Com a regulamentação, os estabelecimentos exclusiva ou predominantemente industriais passam a ter horário de funcionamento das 7h às 21h.

– Distância – As ações visam fiscalizar reuniões (sem aparente justificativa) de dez pessoas ou mais sem um metro e meio de distância entre elas. Este e outros detalhes do serviço constam do Decreto 47.328, publicado no Diário Oficial do município do dia 30 de março. De acordo com o texto, os estabelecimentos essenciais em funcionamento também devem instalar informativos (placas ou cópias em papel) destacando o Disque 1746 em pontos de fácil visibilidade.

– Dez estabelecimentos comerciais não essenciais foram fechados e dois ambulantes orientados a se retirar, na segunda-feira (06/04), em Rio das Pedras, na Zona Oeste, em mais uma ação da Prefeitura do Rio para fazer valer o decreto municipal que suspende o funcionamento do comércio, como medida de prevenção ao novo coronavírus. Até o domingo (05/04), operações coordenadas pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) resultaram em um total de 1.933 estabelecimentos fiscalizados em toda a cidade, com 1.282 fechados por descumprirem a determinação.

– As ações contam com efetivos da Subsecretaria de Operações (Subop) da Seop, Guarda Municipal e Secretaria Municipal de Fazenda, além do Programa Rio+Seguro (Copacabana e Leme) e da Polícia Militar, em apoio aos agentes municipais, quando necessário.

– A suspensão do comércio é por tempo indeterminado. Entre as exceções estão supermercados e hortifrutis; padarias (sem consumo no local); pet shops; lojas de materiais de construção; e postos de combustíveis. Mais informações no link: https://bit.ly/2UkFehX.

EDUCAÇÃO

– Aulas estão suspensas na Rede Municipal de Ensino até o dia 12 de abril, conforme decreto publicado pela Prefeitura do Rio quinta-feira (26/3).

– Os Ônibus da Liberdade, utilizados para levar os alunos às unidades escolares, são utilizados para o transporte de profissionais da Saúde, RioSaúde, Guarda Municipal e Assistência Social e Direitos Humanos. Os ônibus atendem aos servidores residentes dos seguintes municípios: Itaguaí, Belford Roxo, Duque de Caxias, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, Seropédica, São João de Meriti, São Gonçalo e Niterói e funcionam de segunda a sexta-feira, com horários de partida das 5h30 às 7h30 e retorno das 17h30 às 20h. Nos fins de semana, a frota funcionará em caráter excepcional. É disponibilizado um ônibus para atender aos funcionários, com uma viagem de ida e outra de volta. São beneficiados mais de 4 mil profissionais.

– Aplicativo SME CARIOCA, lançado pela Secretaria Municipal de Educação para manter os alunos estudando durante o período de suspensão das aulas, registrou até esta, terça-feira (07/04), mais de 1,7 milhão de acessos, inclusive de países da Europa, América do Sul, Ásia e América do Norte, além de diversos municípios do Rio de Janeiro e estados do Brasil. Acesso a partir de celulares e também de computadores através do link https://app.vc/smecarioca2020.

– A Secretaria Municipal de Educação já recolheu cerca de 30 toneladas de gêneros alimentícios, que seriam utilizados na merenda de unidades escolares, e doando à diversas instituições como ONGs e abrigos. Estão sendo doados alimentos como feijão, arroz, proteínas (carnes e ovos), macarrão, azeite, óleo, leite, achocolatado, café, sal, açúcar, biscoitos (doce e salgado), entre outros itens.

– A Gerência de Leitura da Secretaria Municipal de Educação lançou o canal Sala de Leitura SME Carioca no Youtube para incentivar práticas leitoras nos alunos da Rede Municipal de Ensino. O canal (https://www.youtube.com/channel/UCdERFeChcuTmW2q72_8RpmQ) também é um meio para que os alunos do município do Rio tenham mais uma atividade durante a quarentena, evitar aglomerações e combater a expansão do coronavírus.

– Material de Complementação Escolar, com vários recursos de apoio pedagógico ligados aos conteúdos curriculares dos anos de Escolaridade da Educação Básica, está disponível no site multi.rio/mce. Material Didático Escolar também está aberto para consultas no Portal da MultiRio (www.multirio.rj.gov.br). Conteúdos audiovisuais disponíveis (www.multirio.rj.gov.br/assista)

– A Secretaria de Educação está desenvolvendo conteúdos específicos para a plataforma de aulas digitais da Microsoft Teams.

– Plataforma de matemática, acessível pelo sistema MATIFIC, também está disponível para alunos.

 

SAÚDE

– Hospital de campanha do Riocentro – 85% das obras estão prontas. A unidade terá 500 leitos para pacientes com o novo coronavírus, sendo 400 de clínica médica e 100 de UTI. Os leitos já começaram a ser instalados e haverá um pequeno centro cirúrgico. A unidade funcionará no Pavilhão 3 do centro de convenções.
A RioSaúde, gestora do Hospital Ronaldo Gazolla (unidade de referência para tratamento da Covid-19), assumirá a gestão do hospital de campanha e contratará emergencialmente, por tempo determinado, de 1.355 profissionais de saúde. O hospital de campanha começará a funcionar quando o Ronaldo Gazolla atingir 70% da capacidade de ocupação.

– Os profissionais de saúde da rede municipal começaram a ser testados para o novo coronavírus nesta terça-feira (07/04) após a chegada de material doado pela campanha nacional “Unidos contra o Coronavírus”, uma iniciativa de um grupo de empresários brasileiros. No primeiro dia de verificação, foram realizados exames em 25 funcionários do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, com 100% de resultados negativos para a infecção pelo vírus.

– A testagem continuará na unidade pelos próximos dois dias e seguirá sendo realizada em unidades da rede municipal, incluindo as da Atenção Primária (Centros Municipais de Saúde e Clínicas da Família). A distribuição começou no Ronaldo Gazolla, em Acari, por ser a unidade de referência no atendimento de pacientes com a Covid-19 no município.

– O movimento empresarial também disponibilizou uma estrutura em tenda para ser instalada do lado de fora das unidades para a testagem. O resultado é entregue em até 20 minutos após a coleta. Se o resultado for negativo, o profissional continua na frente de trabalho, redobrando o cuidado para continuar sem se contaminar.

– A rede hospitalar da Prefeitura tem 453 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares afastados de suas funções por apresentarem sintomas respiratórios suspeitos de infecção por Covid-19 ou pela idade ou por doenças pré-existentes que compõem o grupo de risco, conforme orientação do Ministério da Saúde. Há ainda 145 profissionais de maternidades municipais impedidos de exercer a função em suas unidades. Já nos hospitais de institutos da rede de Saúde Mental, são 56 os afastados.

– A SMS segue com a vacinação contra a gripe nas 233 unidades de Atenção Primária ( centros municipais de saúde e clínicas da família). Além disso, as pessoas com mais de 60 anos podem procurar a vacina nos cinco postos do Detran-RJ, que participam da campanha pelo sistema Drive Thru. Desde o início da Campanha Nacional de Vacinação, no dia 23 de março, 831 mil pessoas já foram imunizadas na cidade.

– Costureiras da Unidos de Vila Isabel e Unidos de Padre Miguel confeccionam capotes para profissionais de saúde da rede municipal. A ação é coordenada pela RioSaúde, empresa pública da Prefeitura.

-É importante destacar que é falsa a informação que circulou na segunda-feira (06/04), em grupos de Whatsapp, afirmando que servidores ativos, inativos e pensionistas, que estão migrando para o Plano de Saúde Básico da Assim, não terão direito ao plano odontológico. Todos os planos, inclusive o Básico, dão direito automaticamente ao plano odontológico, sem custo adicional. Na dúvida, o servidor deve sempre consultar o site do Previ-Rio ou entre em contato com o Disque-Servidor: 2599-4746.

– Hospital Municipal Ronaldo Gazolla ganhará 16 monitores multiparamétricos, nove respiradores e 20 colchões, que foram retirados na quinta-feira (02/04), do Hospital Espanhol (fechado desde fevereiro), através da primeira requisição administrativa de equipamentos hospitalares.

– Há ainda cerca de 90 camas hospitalares, equipamentos de centro cirúrgico, bombas infusoras e outros mobiliários que deverão sair nos próximos dias.

– A ação foi baseada no Decreto n° 47.312, de 27/03/20, publicado no Diário Oficial extraordinário no sábado (28/03). O decreto permite ao município, diante da prática de preços abusivos ou recusa de disponibilização de bens ou insumos, requisitar administrativamente o que for necessário ao enfrentamento da pandemia para pagamento posterior, a justo valor.

– Reforço de quase mil leitos – A rede de saúde da cidade terá o reforço de quase mil leitos também para o atendimento de pacientes com o novo coronavírus. Além do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, a Prefeitura já iniciou a montagem do hospital de campanha no Pavilhão 3 do Riocentro. Serão instalados 500 leitos, mas o número poderá ser ampliado de acordo com a necessidade. A obra está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação. O Hospital Ronaldo Gazolla terá 381 leitos destinados aos pacientes com coronavírus, sendo 182 serão de UTI adulto e 19 de UTI pediátrica. Dos leitos projetados, 128 já estão disponíveis. A unidade só recebe pacientes encaminhados por hospitais, UPAs ou unidades de Atenção Primária.

– Mais 11 ambulâncias para o reforço do transporte de pacientes na cidade. Ao todo, a rede municipal de saúde passa a contar com mais de 70 ambulâncias.

– SMS aguarda a chegada de equipamentos de proteção individual e insumos comprados para reforçar os seus estoques, entre os itens adquiridos estão 14 milhões de máscaras, 3 milhões de toucas e mais de 500 mil luvas.

– Ampliação dos laboratórios que realizam o teste para Covid19. Além do Lacen, o hospital Graffrée Guinlee e a Policlínica Piquet Carneiro também farão os exames.

-A saúde vai receber doação de R$ 2,5 milhões do BNDES em camas para o hospital de campanha.

-10 carrinhos de anestesia e 10 monitores já chegaram da China e estão no aeroporto. Outros 200 respiradores deverão chegar até final do mês de abril. A SMS está pedindo apoio da FAB para ir buscar esses equipamentos comprados pela Prefeitura no ano passado e que fazem parte do investimento de mais de R$ 370 milhões na renovação do parque tecnológico da saúde.

Contratação de profissionais:
– RioSaúde realizou processo seletivo emergencial para admissão de 841 profissionais, por contrato temporário para reforçar a equipe do Ronaldo Gazolla durante a epidemia do novo coronavírus.

– Chamamento de 294 novos profissionais de saúde concursados (214 enfermeiros e 80 técnicos de enfermagem) para a rede da SMS.

– Publicação no Diário Oficial de 24/03/20 do chamamento de estudantes de Medicina – 753 vagas – e de Fisioterapia – 11 vagas – aprovados como acadêmicos bolsistas e de profissionais de Enfermagem aprovados para Residência em Enfermagem de Família e Comunidade – 27 vagas.

 

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

– Ações de olho na aglomeração e nos banheiros – As ações da Vigilância em bancos e lojas de conveniência de posto de gasolina continuam esta semana com os fiscais conferindo as normas sanitárias e coibindo a aglomeração de pessoas, em cumprimento ao Decreto RIO 47282/20, que reúne medidas de enfrentamento ao coronavírus (Covid-19) determinadas pelo prefeito Marcelo Crivella.
– As equipes seguem também inspecionando banheiros para conferir se há lavatórios com água corrente, dispensadores de sabão líquido e de papel-toalha, e lixeiras com tampas acionadas por pedal, de acordo com a Resolução 4342/20 da Secretaria Municipal de Saúde. Em quatro dias de vistorias direcionadas, a Vigilância inspecionou 94 estabelecimentos, aplicou 18 infrações e emitiu oito intimações para adequações de sistemas de climatização e parte elétrica. A maioria das ações atende a denúncias feitas pela população na Central 1746.
– Além de fiscalizar, os técnicos reforçam as orientações em geral e ações educativas como a colagem em banheiros de adesivos com mensagens que alertam para a importância da correta e frequente higienização das mãos.

– Medidas Preventivas – Como forma de orientar a população, estabelecimentos e profissionais de diversos segmentos, a Vigilância produz boletins informativos com ações de prevenção e controle do novo coronavírus. Foram feitos, até o momento, 13 volumes com normas sanitárias e outras recomendações, acessíveis no site.

– Os boletins serão publicados no Diário Oficial desta quarta-feira (08/04). O mais recente deles é específico para as comunidades terapêuticas, com recomendações como a troca de roupas dos acolhidos sintomáticos e evitar atividades que provoquem aglomerações nessas casas de reinserção social.

– Também nesta quarta-feira (08/04) a Vigilância divulga a cartilha com medidas de prevenção à Covid-19 para as unidades dos sistemas prisional e socioeducativo. São protocolos e normas sanitárias que devem ser adotadas para minimizar a disseminação do vírus no ambiente prisional, contribuindo para preservar a saúde tanto da população carcerária como dos profissionais que nelas atuam. As cartilhas serão distribuídas à direção dessas instituições.

– Suspensão de licenças – Continua temporariamente suspensa a emissão da Licença Sanitária para Atividades Transitórias (LSAT) referente a eventos. A decisão é mais um desdobramento do Decreto RIO 47.246 que, entre a série de medidas de enfrentamento ao coronavírus (Covid-19), impede pontos de aglomeração, como acontece em shows e eventos em geral, enquanto a pandemia durar. Todas as demais licenças seguem o processo normal, com o prazo limite para o licenciamento sanitário 2020 mantido em 30 de abril com validade até abril de 2021.

– Segurança Alimentar no Hospital de Campanha – A equipe multidisciplinar da Vigilância Sanitária continua atuando no projeto de implantação do Hospital de Campanha no Riocentro, com o trabalho de prevenção em segurança alimentar e vigilância sanitária voltado para a força de trabalho presente no local e para os futuros pacientes da unidade hospitalar. Engenheiros, enfermeiros, médicos-veterinários e nutricionistas, entre outros profissionais, conferem as estruturas físicas e reforçam orientações sobre as normas sanitárias e os processos de segurança necessários à prevenção de riscos à saúde. Entre as missões, os técnicos acompanham a instalação dos processos de esterilização e de procedimentos invasivos, assim como a construção das áreas destinadas ao almoxarifado, farmácia, tratamento dos resíduos comuns e biológicos e cozinha e refeitório. A Coordenação de Alimentos da Vigilância já está a postos para, com a empresa contratada, elaborar o cardápio para os pacientes profissionais que vão trabalhar na nova unidade.

– Doação de capotes – Entre as ações de auxílio que vem realizando, a Vigilância Sanitária doou ao Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, 1.350 capotes do Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman e do Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho. Há três semanas essas duas unidades de zoonoses da Vigilância suspenderam todas as cirurgias eletivas, entre elas, as mais de duas mil castrações mensais. As equipes seguem com o atendimento a serviços essenciais, como as operações de urgência.

– Serviços de Zoonoses – Além da suspensão das castrações e demais cirurgias eletivas, o Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman (IJV, em São Cristóvão) e o Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho (CCZ, em Santa Cruz), seguem com os servidos reduzidos.

– Os centros cirúrgicos das duas unidades atendem apenas a casos de urgência, definidos por triagens diárias.

– Os atendimentos a animais agressores e investigações caninas para leishmaniose são feitos por avaliações de caso a caso.

– Os únicos serviços que funcionam normalmente são o tratamento da esporotricose (zoonose transmitida ao homem por animais, principalmente, gatos) e a remoção de animais de grande e médio porte em vias públicas e de carcaças de morcegos, macacos e micos.

– Licença Sanitária – As orientações sobre o requerimento de licenças online podem ser obtidas pelo e-mail duvidasvisa.licenciamento@gmail.com ou presencialmente na Superintendência de Educação (Rua Maria Eugênia, 148, Humaitá), que durante a pandemia funciona com horário reduzido das 11h às 15h de segunda a sexta durante a pandemia.

– Atendimento Presencial – Com horário reduzido (das 11h às 15h de segunda a sexta) e a distribuição de 20 senhas por dia, a Vigilância mantém atendimento presencial ao público também nas unidades de fiscalização que funcionam no Complexo Zona Sul (Avenida Pasteur, 44, Botafogo) e no Centro (Rua do Lavradio, 180, Lapa).

– Atendimento Online – Para orientações e dúvidas, a população conta com e-mails criados para canal direto com cada área de atuação:
Alimentos: duvidasvisa.alimentos@gmail.com
Ambientes Coletivos: duvidasvisa.ambientescoletivos@gmail.com
Engenharia: duvidasvisa.engenhariasanitaria@gmail.com
Eventos: duvidasvisa.licenciamento@gmail.com
Saúde: duvidasvisa.saude@gmail.com
Zoonoses: duvidasvisa.zoonoses@gmail.com

 

TRANSPORTES

– Prorrogada por 15 dias, a partir do dia 30 de março, a suspensão das gratuidades para alunos da rede pública dos ensinos Fundamental e Médio das escolas municipais e do Passe Livre Universitário.

– Fiscais da Secretaria Municipal de Transportes verificam nos corredores do BRT o cumprimento da determinação de transportar apenas passageiros sentados. Desde o início das ações contra a disseminação do novo coronavírus, 175 multas foram aplicadas. Outras 43 autuações foram aplicadas aos demais consórcios atuantes na cidade por inoperância de linhas de ônibus convencionais, circulação com frota abaixo do autorizado pela SMTR, falta de vistoria e cobrança de tarifa com valor diferente do estabelecido.

CET-RIO

– A CET-Rio faz operação no Riocentro para a distribuição de cestas básicas para taxistas auxiliares. O objetivo é que sejam atendidos com toda a segurança. Operadores de tráfego orientam os motoristas.

– Suspensão por tempo indeterminado de autorizações para eventos (culturais, esportivos e outros) assim como todas as áreas de lazer.

– CET-Rio e a Guarda Municipal estão presentes desde às 7h monitorando e organizando o trânsito no entorno dos postos de vacinação na cidade. Foram montadas linhas de cones para organização das filas e está sendo combatida a espera em fila dupla. Verifica-se uma grande procura por todos os postos, com destaque para os postos da Barra da Tijuca, Catete e Haddock Lobo.

– A CET-Rio também está atuando nas estações do BRT para evitar que os ônibus circulem com passageiros em pé.

– Em complemento as medidas de combate à pandemia de coronavírus na Cidade do Rio de Janeiro, a CET-Rio comunica que estão temporariamente suspensas as APCCs (Áreas de Proteção ao Ciclismo de Competição), que ocorrem às terças e quintas na Reserva (Barra da Tijuca e Recreio) e Aterro do Flamengo das 4h às 5h30, assim como, do Porto Maravilha aos domingos das 6 às 8h.

COMLURB

– Intensificou desde sábado (04/04) a higienização das vias principais de acesso às comunidades, com água e sabão. As operações especiais estão sendo planejadas de modo a atender o máximo de comunidades de todas as regiões da cidade, além de seguir o trabalho de higienização nos pontos de maior circulação de pessoas, como vias principais de bairros, pontos de ônibus, passarelas, entorno de hospitais, clínicas da família e postos de saúde, acesso às estações de modais de transporte, entre outros.

– O trabalho foi iniciado em Parada de Lucas, Vigário Geral e Cidade Alta, na Zona Norte, com seis garis e uma pipa d’água. E nas Ruas A e B do Cavalo de Aço, em Santíssimo. Em Parada de Lucas, o serviço foi realizado na Avenida Guanabara, e nas Ruas da Democracia e São Bento. Em Vigário Geral, nas Ruas Antônio Mendes, Antônio Tenório e Sete. Já na Cidade Alta, em Cordovil, foram higienizadas as Ruas Água Doce, Ponto Chique e Mar Grande.

– Ao longo desta semana, o serviço de higienização chegará a diversas comunidades da Zona Norte, como: Jacarezinho, Complexo do Acari, Amarelinho, Terra Encantada, na Pavuna, Engenho da Rainha, Jorge Turco, Coelho Neto, Quitanda, Lagartixa, e Serrinha, em Madureira, entre outras. Na Zona Oeste, as comunidades de Senador Camará também estão na programação para a semana.

DESENVOLVIMENTO, EMPREGO E INOVAÇÃO

– Fechou parceria com a Universidade Estácio, para oferecer cursos livres on-line e gratuitos em diversas áreas.

– Para realizar o cadastro o interessado deve ter idade mínima de 18 anos e acessar o site http://cursosgratuitos.estacio.br. Há oportunidades para todos os gostos: Gastronomia, Administração, Gestão, Engenharia, Educação, Programação são algumas delas. Vale ressaltar que não há exigência de escolaridade mínima.

– Todos os cursos oferecidos acontecem através da plataforma EaD (Ensino a Distância). Após realizar o cadastro, é possível verificar a lista completa dos cursos disponíveis, o polo EaD mais próximo, as vagas disponíveis e as datas de início dos cursos.

– Além disso, o aluno terá acesso a vídeos, material para download e testes de conhecimento.

MEIO AMBIENTE

– Está doando toda a produção de alimentos do programa Hortas Cariocas, cerca de 6 toneladas mês, para as famílias de moradores das comunidades de baixa renda que atravessam muitas dificuldades de abastecimento com a crise do novo coronavírus. O Hortas Cariocas produz verduras e legumes biofortificados (produtos com maior teor nutritivo), cultivados exclusivamente com o uso de produtos orgânicos.

– Atualmente, as 42 hortas do programa doam metade de toda a produção para asilos, abrigos, orfanatos, bem como para famílias que se encontram em situação de insegurança alimentar ou vulnerabilidade econômica. A outra metade da produção é comercializada pelos hortelões do programa, com renda revertida para a comunidade.

IPLAN

Para suportar o trabalho remoto dos órgãos, a IpanRio adotou as seguintes medidas:

– Criação de 1.700 contas de VPN (Virtual Private Network), ferramenta que permite acesso remoto a arquivos e sistemas, com suporte remoto para esclarecimento de dúvidas. Em 8 dias, foram feitos mais de 6.000 acessos.

– Em negociação com fornecedores de tecnologias a IplanRio obteve, gratuitamente, pelo período de 3 meses, 1.500 contas de ferramentas de videoconferência para atender à Prefeitura, bem como licenças gratuitas e temporárias de antivírus domésticos, para uso nos computadores pessoais dos funcionários.

– Para permitir a continuidade do funcionamento do Conselho de Contribuintes, implantou junto à SMF um ambiente de videoconferência para 15 usuários de forma simultânea, garantindo que cidadãos, Prefeitura e sociedade organizada possam manter seu funcionamento,

– Disponibilização de acesso via internet a sistemas corporativos como FINCON, SICOP, ERGON, CITRAN e SIG.Para dar continuidade ao atendimento ao Cidadão:

– Implantação de diversos novos serviços com agendamento online e atendimento por videoconferência.

– Implantação da emissão de DARMs do Patrimônio no Carioca Digital, eliminando a necessidade de deslocamento dos cidadãos.

– Implantação da infraestrutura de comunicação de dados no novo Gabinete de Crise Avançado da Prefeitura no Riocentro.

– Criação de um “robô” para orientar o cidadão quanto à dúvidas sobre o novo coronavírus, que pode ser acessado via http://riocontraocorona.rio.

– Expansão do horário de atendimento remoto aos taxistas, via chat e e-mail, e suspensão do atendimento no Espaço Taxi.Rio, que encontra-se fechado para evitar aglomerações.

RESTAURANTES POPULARES

– Os restaurantes populares de Bangu, Bonsucesso e Campo Grande estão abertos de segunda a sexta-feira, das 17h às 20h, também para o jantar. O valor da refeição é R$ 2, o mesmo já cobrado no almoço. A medida ajuda, principalmente, a trabalhadores autônomos, com a renda comprometida por conta do isolamento.

– É importante ressaltar que esse terceiro turno nas três unidades não trará despesa para a Prefeitura, pois será compensada com a diminuição dos frequentadores no horário do almoço.

CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO

– Faz campanha de solidariedade para arrecadação de roupas. Poderá ocorrer presencialmente, na Barra da Tijuca, ou pelo endereço Carioca Digital http://carioca.rio

CULTURA

– A Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, por meio das secretarias municipais de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), de Saúde e de Cultura, anuncia uma parceria para acolhimento de artistas idosos em hotéis do Rio. O projeto Hospedagem de Idosos, criado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), acolhe idosos moradores da Rocinha e Vidigal com o intuito de cumprir o distanciamento social durante a crise do novo coronavírus.

A Secretaria Municipal de Cultura passa a ajudar na pré-seleção de idosos artistas que possam se tornar possíveis hóspedes. Após o mapeamento, os idosos vão passar pela triagem de rotina do projeto. Caso esteja dentro do perfil e passe pela avaliação médica, o hóspede terá direito aos serviços de hotelaria, refeições diárias, rouparia, tv, internet e lavanderia. Além disso, contarão com o apoio de uma equipe multidisciplinar, formada por psicólogos, assistentes sociais, entre outros profissionais que irão oferecer suporte 24h. O hóspede precisa aceitar ficar 30 em isolamento.

RIOTUR

– Os postos de informações turísticas da Riotur estão fechados temporariamente, devido aos protocolos de prevenção das autoridades ao novo coronavírus amplamente divulgados. A medida visa evitar o contato entre os atendentes e o público em função do alto contágio do vírus. Em caso novas mudanças, divulgaremos em nossas redes sociais.

 

FEIRAS LIVRES

– Respeitando a determinação de só manter funcionando os serviços essenciais, para garantir o distanciamento entre as barracas e, também, evitar aglomerações, a Coordenação de Feiras suspendeu as barracas que não vendem frutas, legumes, pescados, aves abatidas. Ficam suspensas, também, as barracas que vendem alimentos preparados na hora, para evitar o consumo no local, como barracas de pastel, por exemplo.

SECRETARIA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA E TECNOLOGIA

Disponibiliza vídeos informativos em libras para pessoas surdas ou com deficiência auditiva que estão com dificuldades para obter informações.

– Buscando manter as medidas de prevenção e garantir a acessibilidade para todos, a Central Carioca de Intérprete de Libras da SMDT não está aberta para atendimento ao público, mas mantém o serviço através do whatsapp (21-98909-1373), possibilitando que os usuários esclareçam dúvidas e agendem atendimentos. O número do whatsapp e os vídeos informativos estarão disponíveis nas redes da secretaria. Essa é uma medida para ajudar às pessoas com deficiência, possibilitando que todos tenham acesso à informação e seus direitos garantidos.

RIO-ÁGUAS

– Estão suspensos os atendimentos ao público, presenciais. As solicitações seguem sendo realizadas pelos seguintes e-mails:

Diretoria de Análise e Fiscalização – rioaguas.dan@gmail.com;Diretoria de Obras e Conservação – doc.rioaguas@gmail.com;
Diretoria de Administração e Finanças – daf.rioaguas@gmail.com;
Diretoria de Saneamento – rioaguasdis@gmail.com;
Diretoria de Estudos e Projetos – dep.rioaguas@gmail.com

– No momento, o atendimento do protocolo da Rio-Águas é feito pela diretoria responsável pela demanda.

 

PGM

– Conseguiu a suspensão do pagamento dos precatórios judiciais do município, enquanto durar a pandemia provocada pela Covid-19. A decisão foi tomada na noite de 25 de março, pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro
(TJRJ). Conforme solicitado pela PGM, o montante destinado ao pagamento desses precatórios, de aproximadamente R$ 130 milhões, será empregado em frentes e ações de saúde pública relacionadas ao combate da pandemia.

– Foi bem sucedida no pedido para que a verba desviada na Operação Lava Jato seja restituída ao Município. Cerca de R$ 9,7 milhões, resgatados pela Lava Jato, vão retornar aos cofres públicos. A devolução do dinheiro foi autorizada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, no dia 25 de março. Em sua decisão, o juiz destaca que “a atual situação pandêmica do vírus COVID-19, seus graves impactos na saúde pública e efeitos danosos na economia, que atingem toda a população, em todos os âmbitos – municipal, estadual e federal – culminando na decretação de calamidade pública, demanda recursos para minorar os efeitos da crise gerada e atender às necessidades mais urgentes da população neste momento”.

MULTIRIO

– Lançou nesta terça-feira um jogo da memória com dicas de como se prevenir contra o novo coronavírus, mais uma opção para as crianças e pais nesse período de quarentena.