Jovens em vulnerabilidade se destacam na Bienal do Livro com a JUVRio

Publicado em 06/12/2021 - 22:44 | Atualizado em 07/12/2021 - 09:39
Bienal do Rio - Thiago Guain / JUVRio

A Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio) levou para a 20ª Bienal Internacional do Livro, no Riocentro, jovens em vulnerabilidade social beneficiados por um dos seus projetos trabalhados ao longo do ano em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). Nesta segunda-feira (6/12), o painel “Juventude e o Direito de Sonhar – Exposição Mapa dos Sonhos” buscou aquecer o debate em torno da seguinte pergunta: Será que todos realmente têm o direito de sonhar?”. Para responder ao questionamento, foram convidados três jovens que vivenciaram experiências de vulnerabilidade e a curadora de projetos culturais da Secretaria de Proteção Social Especial, Gabriela Gusmão, o assistente social e servidor da SMAS, Marcelo Fidalgo, a subsecretária de políticas temáticas dos direitos da juventude, Nathália Azevedo, e a gerente de inovação e participação da JUVRio, Clarice Rocha. Ao final, o MC Vilão du Beat fez uma apresentação de hip-hop e improviso.

 

O painel trouxe histórias ouvidas pela JUVRio durante a criação dos desenhos e pinturas de jovens atendidos pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município. Nas imagens, a juventude em cumprimento de medidas socioeducativas e em situação de acolhimento contou quais são suas expectativas de futuro. Dentre os relatos, foram registrados pedidos como o sonho de ir ao shopping com a família, de se formar como cabeleireira e até de conquistar a casa própria para sua família. Um dos jovens que participou do Mapa dos Sonhos contou em sua primeira Bienal do Livro qual é o seu sonho.

 

— Eu nunca vim à Bienal do Livro e estou achando tudo muito incrível. No Mapa, eu contei que sempre foi meu sonho servir o Exército, algo que eu quero desde os 13 anos. Esse projeto é bacana porque a gente expressa os nossos sonhos, vê outros amigos desenhando e acreditamos que podemos sonhar também.

 

A exposição Mapa dos Sonhos ficou disponível para visita em três locais distintos: no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, no Humaitá, no Norte Shopping, em Cachambi, e na Lona Cultural Hermeto Pascoal, em Gudalupe. Desde agosto deste ano é possível conferir a exposição Mapa dos Sonhos no site Data.JUV pelo link georreferenciado: https://siurb.rio/portal/apps/sites/#/mapa-dos-sonhos. Ao clicar na imagem dá para ver a arte e saber o bairro do artista jovem que a produziu.

O próximo encontro será sobre “O Carnaval que queremos”, nesta quarta-feira (07/12). Em sua primeira Bienal do Livro, a JUVRio irá bater um papo sincero e aberto sobre diferentes assuntos que impactam a juventude como o sistema prisional, emprego, arte, carnaval, sustentabilidade, literatura e o direito de sonhar, até o domingo, 12/12, sempre das 15h às 16h.

Confira aqui a programação completa da JUVRio na Bienal do Livro: https://prefeitura.rio/juventude/secretaria-da-juventude-participa-da-xx-bienal-internacional-do-livro-com-intervencoes-artisticas-e-debates-sociais.

 

  • 6 de dezembro de 2021