Habitação reúne órgãos da Prefeitura e leva melhorias a conjuntos habitacionais

Publicado em 08/07/2021 - 18:34 | Atualizado
Serviços incluem limpeza, iluminação, assistência social, entre outros - Divulgação/Prefeitura

O Grupo Institucional do Poder Público (GIPP), coordenado pela Secretaria Municipal de Habitação (SMH), visitou, durante todo o mês de junho, 47 condomínios do programa Minha Casa Minha Vida para levar ações de melhorias aos seus moradores e áreas do entorno. A iniciativa, que envolve 26 órgãos da Prefeitura, é fruto de uma série de encontros, realizados desde abril deste ano, com os Grupos de Governança Local (GGL), compostos por lideranças de bairros, presidentes de associações de moradores e síndicos dos 106 empreendimentos do programa na cidade do Rio.

Ao longo de oito dias de visitas, os órgãos que compõem o GIPP atuaram, cada um em sua competência, para levantar as demandas dos moradores e buscar soluções de curto e médio prazo. As ações envolvem, principalmente, serviços de limpeza, melhoria da iluminação pública, orientação educacional, assistência social e psicológica, conservação, além de ordenamento público, geração de trabalho, entre outros.

Nesta etapa, estão sendo atendidas reivindicações ouvidas nas reuniões feitas em 47 condomínios distribuídos pelas zonas Norte e Oeste da cidade, em bairros como Costa Barros, Cosmos, Jacarepaguá, Senador Camará, Rocha, Tomás Coelho, Realengo, Paciência, Campo Grande e Santa Cruz.

— Através do trabalho do GIPP, a Secretaria de Habitação vem procurando ouvir as necessidades da população que reside nos 106 condomínios do Minha Casa Minha Vida e dos seus entornos, e reunida com outros órgãos da Prefeitura, busca atender essas reivindicações nas medidas e prazos possíveis de execução para cada setor. Nesses poucos meses, já podemos ver um resultado bastante positivo das ações executadas, e há outras que ainda estão em fase de planejamento e logo serão colocadas em prática — destaca o coordenador do GIPP, Jeremias Di Caetés, ressaltando ainda a importância das visitas técnicas:

— A presença dos agentes da Prefeitura dá aos moradores o entendimento de que estão sendo vistos pelo poder municipal, e isso é muito importante para ambos os lados, pois faz com que o carioca volte a confiar na gestão pública.

O objetivo das reuniões é conhecer os problemas enfrentados por moradores dos condomínios e áreas próximas, para que a Prefeitura possa agir pontualmente nessas localidades.

O GGL e GIPP foram criados com base na Portaria 464/2018, do Ministério das Cidades, e instituídos pelo Decreto 45098/2018, com o intuito de fomentar o diálogo entre os beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida e o poder público.

  • 8 de julho de 2021