Coronavírus: Prefeitura faz parceria com Sesc RJ para levar alimentos a circos da cidade

Publicado em 01/04/2020 - 15:02 | Atualizado
Alimentos na mesa. Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, uniu forças com o Sesc RJ para enfrentar os impactos da pandemia do novo coronavírus no setor cultural. Nesta quarta-feira (01/04), seis pequenos circos instalados na Zona Oeste carioca  receberam alimentos do programa Mesa Brasil Sesc RJ, que atua no combate à fome e ao desperdício. A doação chegou a cerca de 200 pessoas, entre crianças, idosos e adultos da capital. Ao todo será entregue uma tonelada de alimentos, que estão sendo destinados também a cidades do interior, por intermédio da Secretaria Estadual de Cultura.

Na capital, a distribuição dos alimentos foi feita pessoalmente pelo secretário municipal de Cultura, Adolfo Konder, e por uma equipe da pasta. Eles percorreram circos em Campo Grande, Santa Cruz, Ilha de Guaratiba e Jardim Maravilha.

De acordo com o secretário, as parcerias entre pessoas, instituições ou o poder público sempre foram fundamentais. E isso fica ainda mais evidente em um momento crítico como o atual:

– Sem a renda da bilheteria, os circos estão enfrentando dificuldades. A parceria com a Secretaria Estadual e o  Sesc RJ vem num momento importante. É hora de unir forças e oferecer o suporte que a área da cultura precisa para superar a crise.

Circos de 13 municípios do interior do Rio também estão sendo beneficiados. A doação de uma tonelada de alimentos impacta, diretamente, 400 pessoas.

– Hoje, nós estamos aqui olhando para a base da pirâmide cultural. Os fazedores de cultura, artistas de trem e circenses ficam limitados neste momento – disse a secretária estadual de Cultura, Danielle Barros.

A intenção da parceria também é levar saúde para quem precisa.

– Estamos unindo forças para chegar na ponta nesse momento de crise econômica, tentando levar uma alimentação mais saudável às pessoas – completa a coordenadora do programa Mesa Brasil, Karime Ribeiro.