Coronavírus: Prefeitura do Rio divulga relatório de impacto do isolamento social no tráfego da cidade

Publicado em 17/04/2020 - 18:50 | Atualizado
CET-Rio registrou redução de tráfego nas vias em dias úteis. Foto: Divulgação / Prefeitura do RioCET-Rio registrou redução de tráfego nas vias em dias úteis. Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio
A Prefeitura do Rio, por meio da CET-RIO, registrou uma redução de tráfego nas vias da cidade em dias úteis, comparando o fluxo na primeira semana de março com a última semana do mesmo mês, em virtude do conjunto de ações implementadas no combate à pandemia do coronavírus.

Os índices de redução na Zona Sul da cidade são ainda mais elevados nos fins de semana. Esse Estudo foi elaborado a partir de dados de equipamentos de fiscalização eletrônica durante o mês de março de 2020.


Os locais com maior índice de redução foram:


• Av. Paulo de Frontin (Rio Comprido) – 55%
• Av. Epitácio Pessoa (Lagoa) – 54%
• R. Marquês de São Vicente (Gávea) – 67%
• R. Conde de Baependi (Laranjeiras/Flamengo) – 58%
• Av. Pasteur (Urca) – 73%
• R. Leopoldina Rego (Olaria) – 51%
• Estrada do Dendê (Ilha do Governador) – 44%
• Av. Menezes Cortes (Jacarepaguá) – 56%
• Rua André Rocha (Jacarepaguá) – 35%
• Estrada dos Bandeirantes (Jacarepaguá) – 45%
• Estrada Mal. Miguel  Salazar M. de Moraes (Cidade de Deus)) – 37%
• Av. Ayrton Senna (Barra, próximo à orla) – 59%
• Av. Alfredo Balthazar da Silveira (Recreio) – 54%
• Estrada do Mato Alto (Campo Grande) – 42%
• R. Felipe Cardoso (Santa Cruz) – 25%