Coronavírus: Crivella inaugura o primeiro tomógrafo em policlínicas da cidade

Publicado em 08/05/2020 - 11:21 | Atualizado
O moderno tomógrafo da Policlínica Rodolpho Rocco deve fazer 1,200 exames por mês - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O prefeito Marcelo Crivella inaugurou, nesta sexta-feira (08/05), o tomógrafo da Policlínica Rodolpho Rocco, em Del Castilho, na Zona Norte. Pela primeira vez uma policlínica da cidade recebe um equipamento desse porte, que anteriormente só havia sido instalado em unidades maiores, como os hospitais. O moderno aparelho, de alta resolução, é fundamental nos diagnósticos e tratamento da Covid-19, porque é capaz de identificar a pneumonia logo no início, possibilitando a recuperação mais rápida do paciente.

O equipamento, que custou U$ 950 mil, pode fazer até 1.200 exames por mês, em média, e vai atender à população da Zona Norte, incluindo os moradores do Complexo do Alemão. O centro de imagem, que abriga o tomógrafo, foi construído em apenas dez dias, devido à urgência para diagnosticar os casos do novo coronavírus.

– Estou muito satisfeito em poder inaugurar um tomógrafo top como esse, de 128 canais, o mesmo que você vai encontrar em Paris, Nova Iorque, Amsterdam, Tóquio. O povo de Del Castilho, do Complexo do Alemão e de toda essa região pode ficar orgulhoso, porque não tem nada melhor. É um legado muito importante que estamos deixando – disse Crivella.

O prefeito lembrou que com o equipamento os médicos poderão diagnosticar precocemente a Covid-19 e que, com isso, tem fé que logo o número de altas vai ser muito maior que o de óbitos.

Tomógrafos em outras comunidades

No fim de semana, está prevista a inauguração de outros dois tomógrafos: um na Policlínica Manoel Guilherme da Silveira Filho, em Bangu, neste sábado (09/05); e outro na Policlínica Lincoln de Freitas Filho, em Santa Cruz, no domingo (10/05).

Ao todo, a atual gestão já comprou 27 tomógrafos para o município. Além dos hospitais de grande porte, a Prefeitura já instalou o aparelho – ou está finalizando a instalação – na Rocinha, Cidade de Deus, Pavuna, Madureira e no Hospital de Campanha, no Riocentro.

 

O prefeito Marcelo Crivella inaugurou o tomógrafo ao lado da secretária Beatriz Busch – Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

Legado para o Rio

Os 27 tomógrafos, inclusive o instalado em Del Castilho, fazem parte dos equipamentos comprados na China pela Prefeitura desde agosto do ano passado, fundamentais na luta contra o coronavírus. Um investimento de R$ 370 milhões da atual gestão na renovação do parque tecnológico das unidades de saúde da rede municipal.

Mais de 18 mil itens – como respiradores, carrinhos de anestesia e monitores, entre outros, foram adquiridos no país asiático. Quando a pandemia chegar ao fim, junto com a desmobilização do hospital de campanha, no Riocentro, boa parte das aquisições vai para um novo hospital, a ser montado em local ainda em estudo.

Importância dos novos aparelhos

Além da agilidade na realização dos exames, os tomógrafos ajudam a rede municipal a reduzir a necessidade de ambulâncias circulando entre os hospitais, pois a quantidade de transferências diminui. Isso é mais comodidade para o paciente e menos custos para a administração pública.