COR firma sete parcerias sem custo ao município, nos 100 primeiros dias de governo

Publicado em 26/04/2021 - 07:05 | Atualizado em 26/04/2021 - 07:50
  • Início/
  • /
  • COR firma sete parcerias sem custo ao município, nos 100 primeiros dias de governo
Entre as parcerias, duas delas permitiram o acesso a novas câmeras - Divulgação/Prefeitura do Rio

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR) firmou, nesses 100 primeiros dias de governo, sete parcerias que beneficiaram os cariocas, sem custos ao município. O órgão retomou e ampliou acordos de cooperação técnica com startups e instituições renomadas, como o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), permitindo avanços nas áreas de monitoramento, tecnologia e inovação, e comunicação.

 

– Em tempos de dificuldades financeiras, agravadas pela pandemia, conseguimos, com criatividade e boa gestão, ampliar o monitoramento e a comunicação de ocorrências de impactos ao carioca por meio de parcerias, sem qualquer custo ao município. O serviço prestado pelo COR é de grande valia para o cidadão que mora ou somente trabalha na cidade, e temos muito orgulho em aprimorar  a qualidade desse serviço por meio de soluções inteligentes – comemora Bruno Ramos, chefe executivo do Centro de Operações Rio.

 

Entre as parcerias, duas delas permitiram o acesso a novas câmeras: mais de 50 na região do Porto Maravilha (parceria que havia sido interrompida na gestão anterior), e 14, com qualidade Full HD, para observação e resposta a impactos na orla, por meio de parceria inédita com a SurfConnect.

 

A integração do projeto da PPP da Iluminação Pública com a sala de controle do COR, com apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI) e a Rioluz, também prevê implantação futura de 10 mil câmeras de segurança, cinco mil pontos de wi-fi, três mil sensores de resíduos sólidos em bueiros e 1,5 mil sensores semafóricos.

 

O acordo de cooperação com a NASA também foi renovado, neste ano, com foco na prevenção e resposta a desastres naturais, criando modelo que abastecerá o COR com informações sobre riscos de deslizamentos e inundações.

 

Envio de alertas e previsão de chuvas

 

Outras duas parcerias vão melhorar a previsão de chuvas feita pelo Sistema Alerta Rio e o monitoramento de áreas alagadas. A primeira é com o LNCC e o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ), tendo como um dos ganhos a utilização do supercomputador do laboratório nacional para aprimorar modelos matemáticos de previsão do tempo.

 

A segunda foi com a startup Noah, que instalou um sensor inteligente de alagamentos na Estrada do Itanhangá, atendendo à demanda da população. O objetivo da iniciativa é minimizar impactos das chuvas na região, sempre dentro da proposta do órgão de investir cada vez mais em tecnologia, destacando o Rio como cidade inteligente. Outro sensor do tipo, já instalado no Catete, também está passando por aprimoramentos.

 

Na área da comunicação direta com o cidadão, o COR conseguiu ampliar o alcance dos alertas do app COR.Rio, que passaram a ser enviados a 1,5 milhão de usuários da plataforma Onde Tem Tiroteio (OTT).

 

Inovação e tecnologia na geração de dados

 

Entre outras novidades na área de tecnologia, o Centro de Operações desenvolveu a nova ferramenta “Status” para atualização do Geoportal, software operacional do COR. Com amplo fluxo de dados, a ferramenta concentrará todos os recursos em um só lugar, permitindo o cruzamento de informações e a geração de alertas e alarmes para agilizar a tomada de decisão.

 

Além disso, foi implementada a nova matriz de criticidade de ocorrências para as tomadas de decisão, com classificação de risco para priorizar o atendimento de situações de maior impacto na cidade.

 

Já o aplicativo COR.Rio ganhou 30 mil novos usuários em 2021, após ajustes técnicos na plataforma, atingindo a marca de 200 mil usuários. Em três meses, foram enviados 332 alertas. Com o sucesso da ferramenta, foi desenvolvido o aplicativo interno para as equipes das subprefeituras e órgãos.

 

Números dos 100 dias de gestão do COR

 

Ao todo, foram registradas 3.786 ocorrências, sendo 2.747 ocorrências de médio e grande impacto, e 1.039 ocorrências de baixo impacto nesse período de 100 primeiros dias de gestão. O município do Rio entrou 21 vezes em Estágio de Mobilização, quatro em Estágio de Atenção e foram 18 retornos ao Estágio de Normalidade.

 

A comunicação nas redes sociais foi ampliada no período, com aumento orgânico do número de seguidores. Em três meses, foram mais de 16 mil novos seguidores nas redes sociais do COR (Twitter, Instagram, Facebook, Youtube e LinkedIn), chegando a 1,3 milhão de seguidores. Ao todo,  foram mais de 4.500 postagens nas redes sociais.

 

Logo no primeiro mês de gestão, em janeiro, o gabinete de crise foi retomado, com a mobilização do secretariado para atuar em situações de emergência e em apoio a ações preventivas contra impactos de chuvas fortes. Nesse período de 100 dias, foram realizadas 306 reuniões de planejamento e integração sobre assuntos diversos, como Plano Verão, medidas restritivas para evitar aglomeração no período que seria do Carnaval, parceria público privada da Iluminação Pública, Linha Amarela e BRT.

  • 26 de abril de 2021