Cidade do Rio se ilumina de roxo contra o feminicídio

Publicado em 09/08/2021 - 12:10 | Atualizado
Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de violência contra a mulher - Fabio Motta/Prefeitura

O monumento do Cristo Redentor e outros nove pontos da cidade do Rio foram iluminados de roxo, neste último fim de semana, em alusão aos 15 anos da Lei Maria da Penha. Além do Cristo Redentor, a Igreja da Penha, o Maracanã, a Igreja Nossa Senhora da Penna, os Arcos da Lapa, a Câmara de Vereadores, o Museu do Amanhã, o Copacabana Palace, o Chafariz da Estrada do Galeão e o prédio da Prefeitura do Rio também participaram da iluminação.

Isso faz parte da campanha Juntas Contra o Feminicídio, realizada pelas cidades do Rio, Niterói e Maricá. Em ruas e transportes públicos estão sendo divulgados os canais de atendimento às mulheres em situação de violência doméstica.

A Lei Maria da Penha é referência internacional no combate às violências contra as mulheres, mas o Brasil ainda ocupa o 5° lugar no ranking mundial destas violências. Em 2020, o número de feminicídios aumentou até 400% no país, segundo dados da Agência Senado.

 

Maracanã também ganhou novas cores – Divulgação/Prefeitura

 

As mulheres que estejam passando por uma situação de violência, ainda que sútil, podem contar com uma série de serviços de apoio psicossocial e jurídico, mesmo aquelas que ainda não se sintam preparadas para denunciar. No Rio, as mulheres podem procurar o Centro Especializado de Atendimento à Mulher – Chiquinha Gonzaga, na Rua Benedito Hipólito, 125 – ou pelo telefone e whatsapp: 21 2517-2726 / 21 98555-2151.

A cidade conta também com a Ronda Maria da Penha, da Guarda Municipal do Rio, que apoia o cumprimento de medidas protetivas e a Casa Viva Mulher Cora Coralina, um abrigo sigiloso para as mulheres em situação de violência extrema.

– Queremos lembrar que nenhuma mulher está sozinha e, cada vez mais, fortalecer e ampliar nossos serviços para que as mulheres tenham as ferramentas necessárias, sejam elas emocionais, sociais ou econômicas para romper com o ciclo da violência – afirma a secretária de Políticas e Promoção da Mulher, Joyce Trindade.

Para mais informações, acesse: bit.ly/juntascontraofeminicidio

 

Câmara Municipal também participou da campanha Juntas Contra o Feminicídio – Divulgação/Prefeitura