Planejamento de trânsito para implantação de piso rígido na Av. Brasil.

Publicado em 08/08/2019 - 14:24 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • Planejamento de trânsito para implantação de piso rígido na Av. Brasil.

OBRAS TRANSBRASIL

EXTENSÃO DA OBRA PARA IMPLANTAÇÃO DE PISO RÍGIDO NA AVENIDA BRASIL NO TRECHO ENTRE O INTO E A RODOVIÁRIA NOVO-RIO

 

PLANEJAMENTO DE TRÂNSITO

 

Para viabilizar a continuidade das obras de implantação de pavimento rígido (concreto) do BRT, o trecho interditado da pista central da AV. Brasil no sentido Centro, próximo ao INTO (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia), será ampliado a partir deste sábado, dia 10 de agosto.

Os motoristas devem ficar atentos e se programar para sair com antecedência em seus deslocamentos, uma vez que haverá uma redução da capacidade viária no trecho, no sentido Centro.

Sinalização específica será instalada para orientar e alertar os motoristas. Apoiadores de tráfego contratados e equipes da CET-Rio estarão no local para atuar na fluidez e na orientação do trânsito. A operação de trânsito contará com 4 operadores de tráfego, 6 câmeras de monitoramento e 2 reboques para desobstrução das vias em caso de enguiços ou acidentes.

INTERDIÇÃO

A partir das 23h de sábado, dia 10 de Agosto de 2019

Extensão do trecho interditado (2 faixas) na pista central da Av. Brasil, sentido Centro

O novo trecho a ser interditado tem início no nas imediações da descida da Ponte Rio-Niterói (próximo ao INTO), e vai até o acesso para a Av Francisco Bicalho, nas proximidades da Rodoviária.

É importante destacar que a  descida da Ponte, no sentido centro (junto ao INTO), assim como o acesso para a Av Francisco Bicalho e para a Rodoviária  permanecem inalterados. O acesso da pista lateral para a pista central da Av Brasil sentido Centro, nesse trecho, permanece funcionando através de uma agulha operacional.

 

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

  • É muito importante que sejam respeitadas as orientações dos agentes de trânsito e também de toda sinalização implantada na área

  • Os motoristas devem se programar e antecipar os seus deslocamentos. Esperam-se reflexos no trânsito.

  • O uso do transporte público de alta capacidade é a melhor opção.
Categoria: CET-Rio

8 de agosto de 2019