SMASDH encerra comemorações dos 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Publicado em 10/12/2018 - 18:27 | Atualizado em 08/03/2019 - 15:38

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) encerrou hoje a programação comemorativa dos 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Vários eventos foram realizados desde o dia 1º de dezembro e culminando com o Seminário sobre Direitos Humanos, que contou com a presença autoridades, representantes da ONU e da sociedade civil.

“Ao longo desses dias de comemorações reafirmamos o compromisso do município em construir uma cidade mais humana, participativa e cidadã, onde valorizamos o debate, propomos o paradigma dos Direitos Humanos com uma poderosa influência para transformação da realidade brasileira em todas as suas dimensões sociais, políticas, econômicas, culturais e ambientais” – afirmou o secretário da SMASDH, João Mendes de Jesus, ao abrir o evento.

O secretário lembrou que em 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos foi apresentada e proclamada durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas e dois anos após a data foi oficializada como homenagem ao dia histórico para os direitos da humanidade.

“Todos sabemos que ver uma criança vivendo na rua, um doente sem tratamento ou alguém passando fome são situações tristes e difíceis de aceitar. São atentados contra os direitos humanos que nascem com cada um, não importando a raça, cor, sexo religião ou nacionalidade” — disse João Mendes.

O subsecretário de Direitos Humanos da SMASDH, Gustavo Proença, ressaltou na abertura do Seminário que não havia momento melhor para se comemorar a data da Declaração Universal dos Direitos Humanos. “Não há momento mais propício diante das dificuldades que estamos enfrentando no que diz respeito aos direitos humanos” – afirmou ele.

Proença também agradeceu a todos presentes e aos que organizaram a programação ao longo dos dez dias de comemorações e, em especial, ao secretário João Mendes de Jesus pela sensibilidade e apoio ao trabalho, que ficará na memória de todos aqueles que prezam pelos direitos humanos, que são as garantias fundamentais da humanidade, que durante milênios lutou para que os direitos fossem reconhecidos de forma universal.

O seminário contou com a Conferência Magna, tendo como tema “70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos: Desafios atuais e um olhar para o futuro”, proferida pelo professor Siddharta Legale , da UFRJ. O evento contou ainda com as palestras “Igualdade, Liberdade e Dignidade, proferida por Fábio Simas, da UFF; “Condições Dignas de Trabalho”, proferida por Ivan Garcia; “Igualdade Racial”, proferida por Tula Reis; “Livre Orientação Sexual”, por Guilherme Almeida; “Liberdade Religiosa, por Márcio de Jagun; e “Migrantes e Refugiados”, por Maria Beatriz Bonna Nogueira, chefe do escritório da Agência da ONU para Refugiados (Acnur).