Prefeitura do Rio realiza ações emergenciais para atender a demanda em alta no CadÚnico

Publicado em 07/04/2022 - 08:07 | Atualizado em 07/04/2022 - 14:05
O Assistência Volante atenderá às comunidades mais vulneráveis da cidade - Fernando Maia/Prefeitura do Rio

 A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), realiza, a partir desta quinta-feira (7/4), um plano de ações emergenciais para atender ao aumento da demanda para inscrição e atualização de famílias no CadÚnico (programas federais de transferência de renda). O Assistência Volante atenderá às comunidades mais vulneráveis do Rio em pontos estratégicos próximos a elas, além de contarem com os 47 CRAS (Centros de Referência) espalhados pela cidade.

– A volta ao mapa da fome e as mudanças no programa federal provocaram um aumento excepcional de demanda em nossas unidades. Assim, o Assistência Volante está sendo criado em caráter especial para que a qualidade dos nossos serviços não seja prejudicada e o cidadão seja atendido com rapidez e eficiência nesse momento difícil – declarou a secretária municipal de Assistência Social, Maria Pucú.

O plano emergencial reúne as expertises dos dois programas itinerantes da SMAS: o Cariocad e o Assistência em Movimento, que já disponibilizam um leque de serviços em favelas e comunidades cariocas. A diferença é que o cronograma do Assistência Volante será definido diariamente, de acordo com a demanda mais urgente.

Mapeamento realizado nesta quarta-feira (6/4) detectou que a demanda para o CadÚnico será bastante alta nesta quinta na região dos CRAS que atendem Santa Cruz e os bairros próximos. Há estimativa de aumento de mais de 50%. Então, o posto volante funcionará na Escola Municipal Medalhista Olímpico Robson Donato Conceição (Avenida Cesário de Melo, 13.501, Santa Cruz), das 9h às 16h. A SMAS estabeleceu parceria com a Secretaria Municipal de Educação para ampliar o atendimento da rede.

De segunda a sexta, a SMAS divulgará o posto volante do dia seguinte.

  • 7 de abril de 2022