Em operação contra o frio, Assistência Social realiza 559 atendimentos e acolhe 151 pessoas 

Publicado em 30/07/2021 - 20:13 | Atualizado
Homem retira doação para se proteger do frio - Fernando Maia / Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Assistência Social acolheu 151 pessoas que buscavam abrigo contra o frio intenso nas últimas 48 horas. Ao todo, as equipes especializadas realizaram, nesse período, 559 atendimentos de abordagem, assistência e acolhimento de pessoas em situação de rua de 32 bairros de todas as regiões da cidade.

Desde o anúncio da onda de frio, a secretária Laura Carneiro determinou o reforço das equipes para ampliar esse atendimento emergencial. As abordagens especializadas já são realizadas em três turnos, de manhã, à tarde e à noite, mas desde o último dia 23 são mais de 100 funcionários se revezando no serviço. Dos 32 bairros percorridos, oito foram visitados nos dois dias: Copacabana, Centro, Méier, Penha, Tijuca, Marechal Hermes, Madureira e Cascadura. Em bairros com muita concentração de população de rua, as ações aconteceram mais de uma vez: em Copacabana, quatro; no Leme, três; e, no Centro, quatro.

Também seguem funcionando 24 horas por dia o Centro Pop Bárbara Calazans, no Centro, e o Centro de Referência Especializado (Creas) Maria Lina, em Laranjeiras, pelo menos até este sábado (31/07). Eles oferecem alimentos, água, roupas de frio e cobertores, e encaminham a população em situação de rua para os abrigos.

A Campanha do Agasalho, que esta semana distribuiu 1 tonelada de peças de inverno como casacos, meias e cobertores para os abrigos, foi reaberta nesse período de frio intenso. Quem tiver agasalhos para doar pode deixá-los nos dois pontos abertos 24 horas, nos 14 Creas e na sede da própria Prefeitura, na Cidade Nova, tanto no prédio principal como no anexo. O Iplan-Rio (Empresa Municipal de Informática) se junto à campanha enviando peças de inverno feitas por seus funcionários para os abrigos da Prefeitura, além de prosseguir na própria campanha de arrecadação.

Serviço:

Ficarão abertos 24 horas, pelo menos até este sábado (31/07), para atendimento e recepção de acolhimento à população vulnerável:

·Centro Pop Bárbara Calazans – Rua República do Líbano, 54, Centro.

·CREAS Maria Lina de Castro Lima – Rua São Salvador, 56, 2º andar, Laranjeiras.

  • 30 de julho de 2021