Comemoração ao Dia Internacional da Dança

Publicado em 13/05/2019 - 17:24 | Atualizado

Aulão de dança aconteceu no Centro Administrativo São Sebastião.

Cerca de 110 idosos do Projeto Rio Ar Livre, da Subsecretaria de Políticas para Idosos da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, fizeram uma apresentação coreografada em comemoração ao Dia Internacional da Dança. Alunos dos núcleos de Inhaúma, Higienópolis e da Praça Onze estiveram presentes com seus respectivos professores, que foram homenageados com certificados.

Vinícius Coutinho, professor do projeto em Higienópolis, contou que a relação dos alunos do projeto é mais pessoal do que físico: “Ele é quase que como uma cura, pra problemas que vem com a terceira idade, como depressão, sociabilidade. O aulão é muito mais que o exercício físico, muito mais que a dança. Eles se sentem como uma nova família. A gente também acaba tendo o mesmo sentimento, até porque nos acolhem também, como netos e filhos”.

Maria de Lourdes, aluna do Projeto na Unidade da Praça Onze, diz que o Projeto Ar Livre é de extrema necessidade pra ela. “Me fez muito bem, me ajuda a manter o peso, melhorou a minha depressão, a minha tristeza, minhas angústias, minha pressão nunca mais subiu. Me sinto feliz, me sinto viva novamente”.

O secretário da SMASDH, João Mendes de Jesus, diz que a dança faz parte da humanidade e que esse projeto é especial e importante para a terceira idade. “Os idosos fazem atividades, novos amigos e mantém a saúde em dia. Chegar à terceira idade praticando atividade física é importante para a saúde mental e física dos idosos”.