Assistência Social reforça atendimento à população de rua e orienta sobre as medidas preventivas contra o coronavírus

Publicado em 23/03/2020 - 11:34 | Atualizado em 23/03/2020 - 19:56

Kits de higiene, espaços para higienização e acolhimento, e distribuição de cestas básicas estão entre ações da pasta nesta semana.

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) trabalhou durante a toda semana para firmar parcerias e montar uma estratégia eficiente para atender a população mais vulneração da cidade. Para isto, a secretária da pasta, Tia Ju, se reuniu com representantes de possíveis locais para verificar adaptação para instalação de pias e chuveiros para higiene pessoal da população em situação de rua. Também serão montados Pontos de Acolhimento no Sambódromo, no Prédio da Firjan, em Honório Gurgel e no Santo Cristo.

Nesta semana, 4 mil kits de higiene com sabonete líquido, lenço umedecido e papel higiênico serão distribuídos pelas equipes de abordagem para população em situação de rua, junto com panfleto informativo sobre como proceder a higienização. Os equipamentos da SMASDH como os Cras, Creas e abrigos também já foram abastecidos com álcool e sabão para reforçar a higienização, conforme as orientações dos órgãos competentes. Vale ressaltar que os funcionários da SMASDH que fazem o atendimento direto a essa população estão trabalhando com os cuidados redobrados de higienização, máscaras e luvas. A Secretaria irá seguir o protocolo da Secretaria de Saúde que diz que só deve se realizar teste em pessoas que apresentem algum sintoma.

Em pontos de aglomeração de população em situação de rua, como na zona sul, estão sendo colocadas tendas para atendimento, que acontece de 8h às 18h, e no centro da cidade de 20h às 00h. A ação é uma parceria com a Secretaria de Saúde.

Paralelo às ações de combate ao Coronavírus, a SMASDH também recebeu quatro toneladas de alimentos não perecíveis doados pelo grupo Pão de Açúcar, que foram divididos em 382 cestas básicas para ajudar as famílias que mais necessitam, além de colchões doados pelas lojas Ponto Frio do Rio de Janeiro. As doações já foram entregues nas Coordenadorias de Assistência Social e Direitos Humanos (CASDH) e uma forma de distribuição está sendo definida.

“Estamos reunindo todos os esforços para atender a população mais vulnerável. A secretaria está recebendo doações de empresas, muito importante nesse momento, e estamos nos empenhando no planejando para evitar que essas pessoas em situação de rua, que recusam o serviço de acolhimento, sejam informadas dos riscos da exposição a rua. Já iniciamos as medidas emergenciais como a distribuição de panfletos e kits de higienização, além do reforço dos atendimentos pelas equipes de abordagem. Os funcionários da SMASDH receberam os equipamentos de proteção para trabalhar com mais segurança e os abrigos de idosos também estão seguindo as recomendações.” – enfatizou Tia Ju.