Prefeitura do Rio lança programa Favela com Dignidade

Publicado em 05/05/2021 - 15:42 | Atualizado
A secretária Marli Peçanha quer dar voz e vez ao moradores das favelas - Beth Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito Eduardo Paes participou do lançamento do programa Favela com Dignidade, no Palácio da Cidade, em Botafogo, nesta quarta-feira (05/05). A iniciativa da Secretaria Especial de Ação Comunitária (Seac) vai levar serviços da Prefeitura às favelas cariocas, em parceria com outros órgãos municipais. O programa abriga três projetos: Turistando com a comunidade, Casa Carioca e Recicla Comunidade.

Paes destacou a importância de que todas as secretarias da prefeitura mantenham uma integração constante com a de Ação Comunitária. E lembrou que as favelas e seus moradores têm prioridade em seu governo.

– É obrigação de todas as secretarias olharem para as favelas. Quem mais precisa dos governos são os mais pobres. Sei que as coisas ainda não estão boas, mas vão melhorar. A Secretaria de Ação Comunitária tem por função lembrar todos os órgãos municipais, permanentemente, que os serviços prestados no asfalto também têm que ser prestados nas favelas, com a mesma qualidade e, em alguns casos, até com mais intensidade, dada a maior necessidade dessas áreas – frisou Paes.

 

Paes: ‘Quem mais precisa dos governos são os mais pobres” – Beth Santos/Prefeitura do Rio

 

O programa Turistando com a comunidade vai dar ao morador a oportunidade de conhecer a cidade onde mora, com visitas guiadas dentro e fora das favelas. Enquanto o Casa Carioca terá como finalidade melhorar as unidades habitacionais que ofereçam risco à saúde. Aberturas de janela para maior circulação de ar e instalações sanitárias são alguns exemplos de melhorias imediatas que serão proporcionadas pelo projeto.

Já o Recicla comunidade vai reforçar a renda da população por meio da cadeia produtiva da reciclagem. O morador levará o material (plástico, vidro, alumínio, ferro, papelão) ao Centro de Apoio para Reciclagem (CAR) a ser instalado na comunidade. Receberá em troca um cartão com dinheiro creditado, que poderá ser usado no comércio local.

Algumas comunidades já começaram a ser contempladas com parte dos serviços. As próximas a receberem o projeto integralmente são Vila Sapê, Asa Branca e Virgolândia, localizadas em Jacarepaguá, na Zona Oeste.

Para a secretária de Ação Comunitária, Marli Peçanha, o programa dá voz e vez para quem mora em comunidade, com o acesso facilitado da população aos serviços prestados pelo município.

– Melhorar a vida das pessoas com políticas públicas eficientes é a nossa missão. A favela tem que ser tratada com muita dignidade, assegurando qualidade de vida a todos os moradores. Quando os órgãos públicos se juntam, quem ganha é o povo. Não temos mais tempo nem chance de errar com os mais pobres. É do alto que se vê o Rio – disse a secretária que, em seguida, saudou todos os líderes comunitários presentes e os parabenizou pelo seu dia, comemorado nesta quarta-feira.

  • 5 de maio de 2021