Delegação alemã visita EcoParque do Caju da Comlurb

Publicado em 17/09/2019 - 10:20 | Atualizado em 17/09/2019 - 12:29
EcoParque do Caju: estação da Comlurb tem equipamentos doados por cidade na Alemanha. Foto: divulgaçãoEcoParque do Caju: estação da Comlurb tem equipamentos doados por cidade na Alemanha. Foto: divulgação

Uma delegação com seis integrantes do governo de Colônia, na Alemanha, visitou o EcoParque do Caju, para conhecer a unidade de biometanização e acompanhar o desenvolvimento do projeto de aproveitamento dos resíduos de poda. Os equipamentos que compõem este projeto foram doados à Comlurb pela municipalidade de Colônia, cidade irmã do Rio de Janeiro, em agosto do ano passado. A visita foi no sábado, 14 de setembro.

O dirigente da delegação é o vice-prefeito de Colônia, Andreas Wolter, que foi recebido pelo Coordenador de Relações Internacionais do Município, Embaixador Fernando Cruz de Mello, representando o prefeito Marcelo Crivella, e pelo coordenador do Escritório de Sustentabilidade Ambiental da Companhia, José Henrique Penido. Na segunda-feira, 16, Wolter foi recebido por Crivella no Palácio da Cidade, para uma reunião.

Após assistir a uma palestra sobre os trabalhos ambientais desenvolvidos na Comlurb e observar o equipamento que tritura resíduos de poda, o vice-prefeito de Colônia falou sobre a ampliação da parceria:

– Estou muito feliz de estar aqui. Colônia tem grande responsabilidade na questão da sustentabilidade. Vamos estudar a possibilidade de ampliarmos nossa parceria. Esse intercâmbio com a Comlurb é importante, também temos o que aprender – disse Andreas Wolter.

O embaixador Fernando Cruz de Mello também reafirmou o interesse em novas parcerias:

– A máquina que tritura resíduos de poda é o ponto alto dessa parceria. Mas temos ideias de ampliar essa cooperação entre os alemães e a Comlurb, com uma nova unidade de biometanização. Vamos trabalhar nesse sentido – anunciou Fernando Cruz de Mello.

Delegação alemã em visita ao EcoParque do Caju, da Comlurb. Foto: divulgação
Delegação alemã em visita ao EcoParque do Caju, da Comlurb. Foto: divulgação

Os equipamentos doados pelos alemães estão processando 15 toneladas por dia, que é a quantidade que chega à Estação de Transferência do Caju, podendo ampliar o tratamento até absorver todos os resíduos de poda gerados no município. O material mais fino resultante da fragmentação e peneiramento dos resíduos de poda é transformado em adubo orgânico, para ser utilizado no reflorestamento de encostas, e os resíduos de maior granulometria são utilizados como combustível em fornos da indústria ceramista, em substituição à lenha. Os equipamentos doados têm valor estimado de 475 mil euros. A sua utilização é parte da meta da Comlurb para atingir os objetivos estabelecidos no Plano Estratégico da Prefeitura, de reduzir a quantidade de resíduos encaminhada para aterros sanitários.

O anfitrião, José Henrique Penido, adiantou a ideia de estreitar cada vez mais os laços com os alemães:

– Estamos estreitando cada vez mais os laços com a municipalidade de Colônia, possibilitando desenvolver tecnologias que garantam um composto orgânico ainda de mais qualidade – disse.

http://noticias.prefeitura.rio/comlurb/garis-recebem-treinamento-especial-para-trabalhar-no-rock-in-rio/