Prefeitura do Rio coíbe venda irregular de quentinhas nas ruas da Zona Sul

Publicado em 14/05/2019 - 18:34 | Atualizado em 16/05/2019 - 11:09
Fiscais da Vigilância Sanitária atuam na Zona Sul do RioFiscais da Vigilância Sanitária atuam na Zona Sul do Rio. Foto: Nelson Duarte / Prefeitura do Rio

Operação integrada de ordenamento urbano realiza pela Prefeitura do Rio nesta terça-feira, dia 14, nos bairros do Leblon e da Lagoa, na Zona Sul, resultou na apreensão de 103 quentinhas e outros produtos que estavam sendo comercializados por ambulantes sem autorização nas vias do bairro. Além das quentinhas também foram apreendidos 15 isopores, 26 bebidas diversas e 2 banners. O material apreendido foi descartado.

Coordenada pela Guarda Municipal do Rio (GM-Rio), a ação desta terça-feira também contou com participação de fiscais da Vigilância Sanitária (VISA), que atestaram que os produtos eram impróprios para o consumo, e da Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) da Secretaria Municipal de Fazenda, além de policiais do 23ª Batalhão da Polícia Militar (Leblon). Guardas municipais do Grupamento Especial de Trânsito (GET) da Zona Sul também deram apoio, fiscalizando desordens no trânsito.

A prática irregular foi alvo reclamação de moradores da região, devido a desordem ao impacto na fluidez do trânsito. Na semana passada, as equipes da Prefeitura já haviam apreendido 134 quentinhas, além de outros tipos de materiais, como estruturas para armazenamento, guarda-sóis e bebidas diversas, totalizando 82 produtos. As ações aconteceram além do Leblon e da Lagoa também em Copacabana e Ipanema, nos dias 3, 9 e 10 de maio, e contaram com 37 multas e uma remoção de veículo utilizado para a venda das quentinhas, cujo condutor estava com problemas na documentação do veículo e na carteira de habilitação.