Comando Militar do Leste e Prefeitura do Rio alinham medidas de combate ao coronavírus na cidade

Publicado em 24/03/2020 - 19:01 | Atualizado em 24/03/2020 - 19:09
Crivella conversa com general Júlio Cesar de Arruda, comandante Militar do Leste, sobre medidas de combate ao coronavírus na cidade. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do RioCrivella conversa com general Júlio Cesar de Arruda, comandante Militar do Leste, sobre medidas de combate ao coronavírus na cidade. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, recebeu nesta terça-feira (24/03), no gabinete de crise no Riocentro, o general Júlio Cesar de Arruda, comandante Militar do Leste, para alinhar medidas de combate ao coronavírus na cidade. A parceria firmada entre Forças Armadas e Prefeitura tem como objetivo evitar maior disseminação do vírus.

– Quero agradecer muito ao nosso presidente, capitão Jair Bolsonaro, que tem sido um parceiro do Rio de Janeiro. Agradeço também às Forças Armadas, que vão nos orientar e ajudar nesta guerra contra o coronavírus. Tenho certeza de que a população do Rio de Janeiro ficará imensamente alentada por saber que as Forças Armadas estão conosco – disse Crivella.

Autoridades conversam sobre medidas de combate ao coronavírus na cidade. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
Autoridades conversam sobre medidas de combate ao coronavírus na cidade. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

Nesta terça, o Rio de Janeiro recebeu o primeiro efetivo do Exército e da Marinha para atuar no combate contra o novo coronavírus. São 30 militares enfermeiros que chegaram em um caminhão do Exército para ajudar na vacinação contra a gripe.

Segundo Crivella, a área de abrangência do apoio das Forças Armadas na cidade será ampliada nos próximos dias.

– As Forças Armadas trouxeram militares do Exército, Aeronáutica e Marinha que vão nos ajudar na vacinação contra a gripe. Eles também vão nos ajudar na desinfecção de áreas como portas de hospitais, saídas de metrô, pontos de ônibus. A Comlurb faz o trabalho, mas como o Exército tem mais experiência com isso, vai nos orientar. É importante que nos ajudem com os recursos que estamos alocando aqui no Riocentro. São milhares de cestas básicas, equipamentos, vacinas. Vamos ter um hospital de campanha. Vocês vão ver ao nosso lado oficiais médicos, praças, cabos, sargentos e soldados, e o general Arruda em permanente contato com o prefeito para trabalharmos juntos.

Forças Armadas e Cruz Vermelha chegam para reforçar ações de combate ao coronavírus