Coral “Uma Só Voz” renova parceria com a SMASDH

Publicado em 28/03/2019 - 12:39 | Atualizado

O projeto toma forma por intermédio do projeto Circulando e pretende atender 100 participantes.

O Coral Uma Só Voz renovou a parceria com a SMASDH, neste ano, para desenvolver atividades junto às pessoas em situação de rua, que estão sendo assistidas nos equipamentos públicos. Os ensaios foram iniciados na terça-feira, com o público da URS Rio Acolhedor, Ilha do Governador, Hotel Solidário da Central e o Centro Pop. O esperado é que o projeto atenda um total de 100 participantes.

Essa parceira foi iniciada há quatro anos, através da ONG People’s Palace Project durante as Olímpiadas e já levou os participantes para apresentações nos principais cartões postais da cidade. O objetivo é motivar essas pessoas a ressignificar suas vidas através da música.

Na cidade do Rio de Janeiro, o projeto é desenvolvido através da SMASDH, pelo grupo Circulando, responsável por levar arte e cultura para os atendidos da Pasta.

“Para nós, da SMASDH, é uma honra ter uma parceria tão grandiosa como esta. O projeto do coral é reconhecido internacionalmente e proporciona esperança para essas pessoas, que já sofreram tanto. Acreditamos no poder da cultura, da arte, da música e sabemos que é uma grande oportunidade para motivá-los e prospectar futuros melhores” – afirmou o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos.

História do Coral – A iniciativa é inspirada no trabalho da ONG britânica Streetwise Opera, que nasceu em 2012, na época das Olimpíadas de Londres, com a intenção de que pessoas em situação de rua da cidade se apresentassem no circuito cultural do evento. A missão foi cumprida, o projeto cresceu e coleciona bons resultados: 97% dos sem-teto que participam da iniciativa dizem estar com melhor saúde mental, 84% afirmam ter aumentado sua vontade de olhar para o futuro e 80% se sentem mais motivados a realizar outras atividades, como buscar emprego.