Vigilância Sanitária faz inspeção prévia no Sambódromo para o Carnaval 2020

Publicado em 27/01/2020 - 19:47 | Atualizado em 29/01/2020 - 16:22
Fiscais da Vigilância Sanitária durante inspeção prévia no Sambódromo. Foto: Nelson Duarte | Divulgação

Técnicos das coordenadorias de Saúde, Alimentos, Engenharia e Ambientes Coletivos, da Subsecretaria de Vigilância Sanitária, da Prefeitura do Rio, fizeram uma inspeção no Sambódromo nesta segunda-feira, 27. Na vistoria, que faz parte das ações prévias da Operação Carnaval que o órgão iniciou no último dia 21, as equipes verificam as estruturas de lugares como banheiros, vestiários e refeitórios, além de áreas de descartes de produtos e de abastecimento de água.

 

Durante a visita, os fiscais aplicaram duas multas contra duas empresas que prestam serviço no local, sendo uma das infrações por falta de higiene no preparo dos alimentos dos funcionários, rotulagem incompleta dos temperos e desconforto térmico, tanto na cozinha do canteiro de obras quanto no refeitório, e a outra devido às condições higiênico-sanitárias de um banheiro masculino localizado no Setor 13, que estava sujo. Os responsáveis foram notificados e receberam orientações para se adequarem às normas sanitárias. 

 

A operação especial da Vigilância segue até o carnaval, com outras visitas na Avenida do Samba e em outros pontos de folia da cidade, de olho na prevenção de riscos à saúde pública.

 

Desfiles oficiais na Sapucaí – Além das visitas prévias até o carnaval, durante os dias oficiais de eventos no Sambódromo, técnicos da Vigilância vão verificar os serviços e pontos de venda de alimentação e bebidas (inclusive no interior de camarotes), ambulantes, veículos de transporte de alimentos, bebidas e gelo, serviços de assistência à saúde e remoção de pacientes, serviços de interesse à saúde (manicures cabeleireiros, maquiadores, massagistas e outros), e ambientes coletivos (áreas de uso comum, sanitários, locais de descarte de resíduos e água de abastecimento). De 4 a 20 de fevereiro também serão inspecionadas as sedes das empresas fornecedoras de alimentação para o Sambódromo.

 

Capacitação – A Vigilância também vai promover cursos gratuitos de higiene na manipulação de alimentos para profissionais de vários segmentos que vão trabalhar no Sambódromo e no Terreirão do Samba. A qualificação é para ambulantes, garçons, chefs de cozinha, maitre, entre outros. Também haverá capacitação para manicures, cabeleireiras, maquiadoras, massagistas, body piercer e até tatuadores na modalidade procedimentos de beleza e estética que vão atuar na Avenida do Samba.

 

Ações educativas – Profissionais da Superintendência de Educação da Vigilância vão distribuir no Sambódromo folhetos com as principais dicas relativas ao consumo de alimentos para evitar riscos à saúde.

 

— Nossas operações especiais começam com as inspeções, que permitem a diminuição dos riscos nos grandes eventos, como o Carnaval, quando mantemos a nossa atuação. Investimos também em ações educativas, como as capacitações em cursos presenciais. São com essas prévias que temos conseguido reduzir as irregularidades, diminuindo expressivamente as infrações, o descarte de alimentos e até interdições, avançando na qualidade dos serviços que chegam à população — diz o médico-veterinário Flávio Graça, superintendente de Educação da Vigilância.