Prefeitura capacita profissionais que cuidam da higienização de ambientes coletivos

Publicado em 18/05/2020 - 19:40 | Atualizado em 19/05/2020 - 07:27
Entre as orientações, técnicos da Vigilância Sanitária alertam para a necessidade da correta desinfecção com o uso de saneantes e do álcool 70% - Nelson Duarte /Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Subsecretaria de Vigilância Sanitária, está capacitando profissionais que atuam na limpeza e desinfecção de ambientes coletivos. O objetivo é reforçar as medidas que auxiliam na prevenção de combate ao novo coronavírus. A intensificação do processo de limpeza e desinfecção de superfícies, com detalhes do álcool 70% e da água sanitária que deve ser diluída e dicas de autocuidado estão entre os temas apresentados no curso que conta ainda com orientações sobre o uso e a conservação dos equipamentos de proteção individual (EPIs) e da higienização constante das mãos.

Nesta segunda-feira, 18/05, uma turma de serviços gerais do Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, em São Cristóvão, recebeu o curso “Higienização de ambientes coletivos em tempos de Covid-19”, que nesta terça, 19/05, será levado ao Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho, em Santa Cruz. A qualificação começou na última sexta, 15/05, quando servidores que cuidam do prédio da sede da Vigilância, na Lapa; do Complexo Zona Sul, em Botafogo; e da Superintendência de Educação, no Humaitá, renovaram conhecimentos fundamentais nas ações de enfrentamento à pandemia.

– Estamos reforçando essas recomendações para diminuir o contágio pelo novo coronavírus no ambiente de trabalho. No curso sinalizamos alguns pontos imprescindíveis do processo de limpeza, que deve ser contínuo e com alguns procedimentos além do protocolo que já praticam. É fundamental redobrarmos a atenção na higienização de maçanetas, elevadores, pisos, paredes, bancadas e portas, principalmente, em locais com movimento maior de pessoas, como em alguns órgãos públicos – ressalta a enfermeira Andréa Mendonça, que integra a equipe da Superintendência de Educação da Vigilância Sanitária, pasta vinculada à Secretaria Municipal de Saúde.

Mais ações preventivas

Entre as orientações sobre as medidas de prevenção e combate ao coronavírus, a Vigilância criou um programa de webnars para atender a diversos setores, como os de saúde, alimentação e hoteleiro. Alguns dos temas já apresentados são a limpeza e desinfecção em serviços de saúde; o gerenciamento e manejo de resíduos; as boas práticas para serviços de alimentação delivery; o atendimento ao público em ambientes coletivos; e cuidados em clínicas veterinárias, banho e tosa, canis e petshops.

A Vigilância Sanitária vem produzindo também desde março uma série de boletins informativos, protocolos e cartilhas com recomendações sobre medidas de prevenção à Convid-19 para diversos setores. Já são mais de 20 materiais com conteúdos para a população (como o de compra e conservação de alimentos) e para estabelecimentos de diversas áreas, como saúde, indústrias de alimentação e serviços funerários, todos disponíveis no link https://bit.ly/33S1TWc, no site da Vigilância.