Onze linhas de ônibus voltam a operar na cidade do Rio no primeiro dia do acordo judicial

Publicado em 31/05/2022 - 22:34 | Atualizado
Linhas de ônibus voltam a circular na cidade - Arquivo / Prefeitura do Rio

Começa a vigorar nesta quarta-feira (01/06) o acordo judicial firmado entre a Prefeitura do Rio, os consórcios de ônibus e o Ministério Público Estadual, que vai possibilitar melhorias do transporte na cidade, sem aumentar o valor das passagens para a população. A Secretaria Municipal de Transportes estabeleceu um plano operacional para regularizar de forma gradual o retorno de linhas prioritárias, de forma a atender todas as regiões da cidade em um prazo de sete meses.

Conforme foi estabelecido no acordo judicial, além da receita da tarifa paga pelos passageiros de R$ 4,05, os consórcios irão receber um valor adicional pelo serviço efetivamente prestado com base no quilômetro rodado. A prefeitura vai atestar a quilometragem rodada por meio de GPS. As linhas que não cumprirem a quilometragem mínima exigida não receberão o pagamento de subsídio.

Nesta primeira semana, a Prefeitura do Rio determinou o retorno das seguintes linhas:

Consórcio Santa Cruz

• 870 – Sepetiba – Santa Cruz
• 871 – Pingo d`Água – Estação Cesarão III (Via Sepetiba)
• 822 – Campo Grande – Corcundinha
• 849 – Campo Grande – Base Aérea de Santa Cruz
• 845 – Cantagalo – Campo Grande

Consórcio Internorte

• 922 – Tubiacanga – Fundão (Via Portuguesa)
• 925 – Rio Galeão – Bancários
• 778 – Pavuna – Cascadura (Via Estrada de Botafogo)

Consórcio Transcarioca

• 881 – Alvorada – Taquara (Via Curicica e Camorim)

Consórcio Intersul

• 014 – Paula Matos – Castelo
• 104 – São Conrado – Rodoviária

  • 31 de maio de 2022