Atendendo a pedidos de moradores, nova linha de ônibus é inaugurada no Alto da Boa Vista

Publicado em 04/02/2020 - 17:08 | Atualizado em 04/02/2020 - 18:15

Após período de testes, a Secretaria Municipal de Transportes inaugurou nesta terça-feira (04/02) uma nova linha de ônibus que facilitará o deslocamento dos cariocas entre as zonas Norte e Oeste da cidade, beneficiando especialmente os moradores do Alto da Boa Vista. A Linha 645 fará o trajeto Jardim Oceânico x Saens Peña (via Alto da Boa Vista) e terá frota de 8 carros. Na Zona Oeste, o ponto final da linha será no Terminal Nuta James, no Jardim Oceânico. Na Tijuca, terá parada final na Praça Saens Peña.

A 645 é resultado de uma Linha Experimental de Coleta de Dados (LECD 30). Ela era uma antiga reivindicação de moradores do Alto da Boa Vista, que pediam a ampliação da oferta de ônibus na região. Durante a semana, a linha deverá rodar com 100% dos veículos, com intervalo de 15 minutos. Já nos fins de semana e feriados, poderá circular com 50% da capacidade.

– Criada para atender as necessidades e reivindicações da população, a nova linha é mais uma conquista da atual gestão e resultado do esforço da Prefeitura do Rio em contribuir para a melhoria do transporte público da cidade – destaca o secretário municipal de Transportes, Paulo Amendola, que esteve no Terminal Nuta James para acompanhar o início da operação da linha.

Os superintendentes da Grande Tijuca e da Barra da Tijuca, Hugo Leal e Sancler Mello, respectivamente, também estiveram presentes.

Na atual gestão, outras três linhas experimentais foram incorporadas ao sistema regular. Em 2017, a LECD 21 foi transformada em 134 (Rio Comprido x Largo do Machado – via Lapa) após o período de avaliação técnica. A linha 766 (Madureira x Freguesia – via Cascadura) foi criada em 2018 em substituição à LECD 23. Já em 2019, entrou em circulação a linha 412 (Saens Peña x Gávea), após testes com a linha experimental LECD 28.

A  implantação de Linhas Experimentais de Coleta de Dados permite verificar a demanda real de passageiros e avaliar a viabilidade técnica para a criação e operação de novas linhas no município.