Prefeitura cria Centro de Ensino e Pesquisa no Arquivo Geral da Cidade

Publicado em 01/06/2022 - 13:11 | Atualizado em 01/06/2022 - 13:32
O Centro de Ensino e Pesquisa vai funcionar no Arquivo Geral da Cidade - Fabio Motta/Prefeitura do Rio

O Rio de Janeiro ganhou, nesta quarta-feira (1/6), um centro de pesquisa dedicado a assuntos exclusivamente cariocas. O cotidiano da cidade, as populações sub-representadas, os personagens históricos, suas práticas, vivências e trajetórias ao longo dos mais de 450 anos serão objeto de estudo do novo Centro de Ensino e Pesquisa, que funcionará dentro do Arquivo Geral da Cidade, órgão ligado à Secretaria Municipal de Governo e Integridade Pública (Segovi). Criada por meio do decreto nº 50.893, a instituição vai reunir atividades de ensino, pesquisa, biblioteca e gestão de acervo.

– O Centro de Ensino e Pesquisa terá a missão de planejar, gerenciar e supervisionar as ações de ensino e pesquisa desenvolvidas no Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro. Dentre as várias atribuições, caberá ao novo Centro promover programas de ensino e pesquisa que valorizem a história da cidade, desenvolver ações de capacitação dos servidores e da comunidade em geral, envolvidos nos estudos e pesquisas do Arquivo Geral, realizar pesquisas histórico-culturais, como também organizar exposições, cursos, seminários e eventos – diz Tony Chalita, Secretário de Governo e Integridade Pública.

Caberá ainda ao Centro promover estudos sobre a memória e a identidade da cidade do Rio de Janeiro e propor parcerias com instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais. O Centro também promoverá cursos sobre a história da cidade, seus personagens, prática, vivências e trajetórias, assim como seminários e eventos, cursos livres, de extensão e de especialização sobre a história da cidade. Caberá também ao núcleo de ensino elaborar programas de ação educativa, social e editorial, aproximando as instituições educacionais e a sociedade dos trabalhos desenvolvidos no Arquivo.

Com o novo centro de pesquisa será possível gerenciar também as ações de pesquisa já desenvolvidas no Arquivo Geral, e acompanhar os estudos sobre a memória e a identidade da cidade do Rio de Janeiro, as pesquisas histórico-culturais e os programas de pesquisa que valorizem a história e a luta das populações sub-representadas, sob a perspectiva do cotidiano dos cariocas. O núcleo pesquisa ficará responsável também por organizar as pesquisas a partir de fontes documentais, manuscritas, acervo iconográfico e demais registros dos atos dos Poderes Executivo e do Legislativo.

– Uma das principais atuações do Centro de Ensino será estimular e divulgar a produção de estudos e pesquisas sobre a cidade, priorizando o acervo do Arquivo. E divulgá-los através da Revista do Arquivo Geral e do concurso anual de monografia. Será agora mais fácil reunir, preservar e disponibilizar títulos em edições impressas ou eletrônicas, especializadas em história da cidade do Rio de Janeiro, além de promover debates públicos sobre questões relacionadas à cidade e outros temas do interesse do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro – diz o secretário.

A biblioteca do Arquivo Geral passa a ser supervisionada pelo Centro de Ensino, que irá colaborar na organização e preservação do vasto acervo composto por livros, monografias, teses e jornais especializados na história do Rio.

– Iremos também promover estudos sobre próprio acervo que resgatem, analisem e divulguem a memória da Cidade do Rio de Janeiro e daremos enfoque a programas de pesquisa que valorizem a história e a luta das populações sub-representadas, sob a perspectiva do cotidiano dos carioca – conclui o Secretário.

 

  • 1 de junho de 2022