Secretaria Municipal de Saúde divulga nota sobre caso Ayla

Publicado em 28/06/2019 - 09:01 | Atualizado em 28/06/2019 - 16:28

É com muita tristeza que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu a notícia da morte da pequena Ayla Vitória Cunha de Souza no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla. Essa tragédia inadmissível.

A SMS assume o compromisso com a população do Rio, após determinação do prefeito Marcelo Crivella, de que as responsabilidades neste caso serão apuradas e que tomará as medidas necessárias para que isso não volte a acontecer.

A secretária Beatriz Busch determinou a abertura imediatamente de uma apuração. E, caso alguma falha seja identificada, os profissionais envolvidos serão afastados.

O fato é que não faltou atendimento para a Ayla. A recém-nascida chegou ao Hospital Municipal Ronaldo Gazolla por volta das 11h e recebeu os atendimentos médicos enquanto lá esteve. O médico avaliou a recém-nascida e solicitou transferência para uma emergência pediátrica.

A transferência foi autorizada pela Central de Regulação com disponibilidade de leito e ambulância às 19h. No entanto, segundo relatos do hospital, familiares já haviam levado Ayla para casa, contrariando as orientações médicas. Mas a Secretaria Municipal de Saúde insiste que vai apurar os fatos e se alguém errou, será afastado. A SMS assume esse compromisso com a família da pequena Ayla.