Rede municipal de saúde passa a oferecer DIU hormonal nas 237 unidades de Atenção Primária

Publicado em 24/01/2023 - 11:05 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • Rede municipal de saúde passa a oferecer DIU hormonal nas 237 unidades de Atenção Primária
Com a iniciativa, o Rio é uma das cidades pioneiras ao disponibilizar pelo SUS este método contraceptivo - Edu Kapps/Prefeitura do Rio

As 237 unidades de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde estão oferecendo às mulheres DIU hormonal. Com a iniciativa, o Rio é uma das cidades pioneiras ao disponibilizar pelo SUS este método contraceptivo, que tem 99,8% de eficiência, um percentual comparável à laqueadura tubária. Os dispositivos foram adquiridos pela Prefeitura dentro das estratégias para redução da mortalidade materna, e a ação permite ainda os planejamentos familiar, sexual e reprodutivo da mulher em idade fértil, além da prevenção a gestações indesejadas.

A rede municipal já oferece o DIU de cobre, fornecido pelo Ministério da Saúde a todas as cidades brasileiras. Agora, a SMS está adquirindo 5 mil unidades do DIU hormonal, quantidade estimada para uso durante seis meses. A indicação do tipo de dispositivo a cada paciente caberá ao profissional de saúde, que avaliará as condições clínicas da mulher e decidirá com ela a melhor opção.

Trezentos profissionais das clínicas da família e dos centros municipais de saúde, entre médicos e enfermeiros, foram treinados para o atendimento das pacientes e, quando indicado, eles vão implantar o DIU (de cobre ou hormonal). Há recomendação para trocar o dispositivo a cada três ou até dez anos, dependendo do modelo.

A secretaria lembra que preservativos são os únicos métodos que previnem infecções sexualmente transmissíveis e devem sempre ser utilizados junto aos contraceptivos.

  • 24 de janeiro de 2023
  • Skip to content