Prefeitura entrega três novos tomógrafos a hospitais das zonas Norte e Oeste do Rio

Publicado em 18/04/2020 - 18:30 | Atualizado em 20/04/2020 - 09:47
Atual gestão investiu mais de R$ 300 milhões na compra de equipamentos. -Foto: Paulo Sérgio/ Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio entrega nesta nova semana três novos e modernos tomógrafos para unidades de saúde da rede municipal nas zonas Oeste e Norte da cidade. Fundamentais para o diagnóstico do novo coronavírus, os equipamentos serão instalados nas policlínicas Lincoln de Freitas Filho  (Santa Cruz), Rodolpho Rocco  (Del Castilho) e Manoel Guilherme da Silveira Filho  (Bangu).

Os tomógrafos têm 128 canais e alta definição das imagens captadas, o que vai ampliar a precisão do diagnóstico da covid- 19. Cada aparelho custou U$ 950 mil e deverá realizar, em média, 1.200 exames por mês.

A previsão é entrarem em funcionamento em até 15 dias, após as obras de adequação realizadas pela Secretaria municipal de Infraestrura, Habitação e Conservação. Os tomógrafos fazem parte do lote de seis que chegaram ao Rio no mês passado.

Mais 10 tomógrafos para chegar ao Rio

Outros 10 tomógrafos modernos como esses estão a caminho do Brasil, com previsão de chegada no final do mês. Eles fazem parte do investimento de mais de R$ 300 milhões da atual gestão municipal na compra de equipamentos para renovação do parque tecnológico da rede municipal de Saúde.

O hospital de campanha, construído pela Prefeitura no Riocentro para tratamento de pessoas infectadas com o covid-19, já recebeu um dos tomógrafos na quinta-feira (16/04). O outro será instalado no Hospital Miguel Couto e um equipamento será doado para o Hospital Mario Kroeff, na Penha, para ajudar no tratamento e diagnóstico de pessoas com câncer atendidas na unidade federal.

A Prefeitura do Rio já havia adquirido antes, na atual gestão, 11 novos equipamentos de tomografia para seus hospitais. Dez deles estão em funcionamento e realizaram mais de 140 mil exames. Eles foram instalados nos hospitais Souza Aguiar, Salgado Filho, Miguel Couto, Pedro II, Lourenço Jorge, Ronaldo Gazolla, Evandro Freire, Rocha Faria, Francisco da Silva Telles e Albert Schweitzer. O último entrará em funcionamento no Hospital da Piedade.

A atual gestão do prefeito Marcelo Crivella investiu mais de R$ 370 milhões na compra de mais de 18 mil equipamentos, entre eles 27 tomógrafos, 806 respiradores e mais de mil monitores, para reequipar a rede hospitalar do Rio.

 

Prefeitura do Rio convoca 746 profissionais de saúde e apoio para enfrentamento da epidemia