Mutirão ortopédico faz 724 cirurgias nas dez etapas e supera 42,8% do previsto

Publicado em 24/03/2019 - 20:44 | Atualizado em 26/03/2019 - 13:26
Mutirão ortopédico supera meta previstaFoto: Divulgação/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio realizou, neste final de semana, a décima etapa do mutirão de cirurgias ortopédicas, batendo mais uma vez a meta: 89 pessoas operadas, quando eram previstas 60. Com a entrada do Hospital Municipal Barata Ribeiro, agora nove hospitais participam da ação, que já fez 724 cirurgias. Isso representa um número 42,8% maior do que o previsto (507).

Projeto vem reduzindo tempo de internação de casos menos complexos de ortopedia

O projeto, lançado pelo prefeito Marcelo Crivella em janeiro deste ano, vem reduzindo o tempo de internação de casos menos complexos de ortopedia, que são atendimentos frequentes nos hospitais, além de promover ampliação da resolução cirúrgica nos hospitais municipais participantes.

O mutirão é realizado nos seguintes hospitais municipais: Salgado Filho, Miguel Couto, Souza Aguiar, Lourenço Jorge, Evandro Freire, Pedro II, Albert Schweitzer, Rocha Faria e Barata Ribeiro. Os casos abordados durante a ação são os considerados eletivos, ou seja, que não demandam intervenção de emergência. Pacientes com esses quadros normalmente passam alguns períodos internados. Por não serem casos de emergência, muitas vezes eles têm a cirurgia desmarcada devido à chegada de um trauma grave, que precisa ser levado imediatamente ao centro cirúrgico, sob risco de morte da vítima.