Hospital Municipal Lourenço Jorge realiza campanha de doação de sangue

Publicado em 16/10/2019 - 17:10 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • Hospital Municipal Lourenço Jorge realiza campanha de doação de sangue
Doação de sangue no Hospital Municipal Lourenço JorgePor ano cerca de 300 pessoas doam sangue todo ano no hospital

O Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, organizou, nesta quarta-feira (16), a terceira campanha de doação de sangue neste ano. A ação, que é uma parceria com o Hemorio, chegou à sua 20ª edição na unidade, e tem como objetivo incentivar a doação e preencher o banco de sangue da saúde pública. Durante a ação, foram 90 bolsas de sangue coletadas, que individualmente poderão salvar até quatro pessoas.

A campanha de doação de sangue no Lourenço Jorge acontece três vezes ao ano, e em média consegue 300 bolsas de sangue. Na terceira ação de 2019, diversos profissionais do hospital e do Centro de Emergência Regional (CER) Barra marcaram presença no local de doação, e fizeram a boa ação.

O medo de doar sangue ainda é um tabu, porém não há motivo para a insegurança. O corpo dentro de 24h começa a recompor algumas das substâncias que foram retiradas, e dentro de 8 semanas, para homens, e 12 para as mulheres, o sangue já está igual ao período anterior a doação.

– Não existe sangue de outra maneira, não existe sangue em pó, não existe sangue fitoterápico, sangue é só aquele que alguém teve a solidariedade de doar. Então é fundamental a doação. Não dói nada, depois você pode sair e voltar a trabalhar – disse a médica Lúcia Maria Soares, diretora de Apoio e Diagnóstico do Lourenço Jorge.

Cyndi Moreira, de 30 anos, já é doadora há algum tempo e por ser motociclista ela entende a importância de separar um momento para doar sangue.

– É bobeira ter medo, existem vários testes tanto para quem vai doar quanto para que irá receber, os órgãos são sérios – disse

A ação é fundamental para incentivar as pessoas dos arredores do hospital se tornarem doadores. Em períodos que não são de campanha os doadores devem ir até o Hemorio, no Centro, o que pode dificultar o processo.

– Eu achei maravilhoso, lá no Centro eu nunca tenho tempo para ir. Aqui é próximo da minha casa, já mobilizei o pessoal da minha igreja, fiz a minha parte para ajudar. Sendo aqui, eu estarei sempre organizando um grupo para vir e mostrar a importância da doação – comemorou a vendedora Adriana de Araújo, de 49 anos, que é doadora de primeira viagem.

Alguns pré-requisitos são necessários para ser um doador de sangue e manter a segurança de quem doa e de quem recebe. É necessário ter entre 16 e 69 anos, menores de 18 anos devem estar com a autorização, ter mais de 50 kg. Pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercings e mulheres em fase de amamentação deverão aguardar um ano para poder doar sangue. Para outras informações acesse: http://www.hemorio.rj.gov.br/Html/Doacao_doe.htm.

 

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!

   

Categoria: Saúde

16 de outubro de 2019