Coronavírus: hospitais da Prefeitura suspendem visitas a pacientes internados e adotam novas medidas para dar informações

Publicado em 17/04/2020 - 13:36 | Atualizado em 17/04/2020 - 15:48
No Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, por exemplo, já foram instalados telefones nas UTIs. Foto: Mariana Ramos/ Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está suspendendo as visitas a pacientes internados na rede hospitalar, como medida de segurança para evitar a transmissão do coronavírus. As unidades de Saúde também passam a adotar uma nova estratégia de informações sobre os pacientes para seus familiares. As recomendações fazem parte da nota técnica publicada no Diário Oficial de hoje, 17/04/20. As medidas valem para o tempo de duração da pandemia de coronavírus.

A partir da próxima semana, as unidades deverão fornecer um relatório diário, em horário definido pela unidade, por telefone ou WhatsApp, sobre as condições clínicas dos pacientes. A medida tem o objetivo de evitar o deslocamento e garantir aos familiares dos pacientes internados as informações sobre os pacientes.

No Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, por exemplo, já foram instalados telefones nas UTIs. Os familiares cadastram um telefone para contato, pelo qual receberão diariamente as informações sobre seus parentes internados.

A nota técnica recomenda ainda a manutenção de acompanhantes de idosos, crianças e gestantes, recém-nascidos e portadores de necessidades especiais, uma vez que não são considerados visitas e auxiliam nos cuidados dos pacientes. Os acompanhantes serão informados sobre os riscos de estarem na unidade de saúde e poderão avaliar sua permanência durante o período de internação do paciente.

 

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!