Após dois anos, programa Cegonha Carioca retoma visitas das gestantes às maternidades

Publicado em 21/03/2022 - 11:55 | Atualizado em 21/03/2022 - 12:07
  • Início/
  • /
  • Após dois anos, programa Cegonha Carioca retoma visitas das gestantes às maternidades
O programa Cegonha Carioca já beneficiou 1,1 milhão de mulheres - Isabelle Dantas/Prefeitura do Rio

Depois de dois anos suspensas devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19, as visitas das gestantes para conhecer a maternidade onde terão seus bebês estão sendo retomadas no município do Rio. A atividade faz parte do Programa Cegonha Carioca, da Secretaria Municipal de Saúde, que tem o objetivo de estimular que as mulheres façam o pré-natal completo, garantindo a assistência e reduzindo os riscos de complicações. Desde que foi implantado, em 2011, mais de 1,1 milhão de mulheres já foram beneficiadas pelo programa.

Durante as visitas, que reúnem não só as gestantes, mas também os companheiros e outros membros próximos das famílias, profissionais de saúde prestam orientações, informações e acolhimento. Eles tiram dúvidas, apresentam a unidade e explicam como funciona a assistência ao parto, além dos sinais que as futuras mamães devem observar para saber se já chegou a hora de seguir para a maternidade.

Também durante a visita, as famílias recebem o kit cegonha, com enxoval para o bebê, com bolsa, trocador, macacão, casaquinho, body, toalha, manta, calças e meias. É mais um incentivo para as futuras mamães não relaxarem com o pré-natal. O fornecimento dos kits havia sido interrompido na gestão passada, mas em abril de 2021 os enxovais voltaram a ser entregues às gestantes nas unidades de Atenção Primária.

Já as visitas às maternidades tiveram que ser suspensas em 2020, devido à pandemia, para reduzir os riscos de contágio pela Covid-19 e garantir a segurança das gestantes, mais vulneráveis às complicações da doença. Para que as futuras mamães pudessem conhecer sua maternidade de referência e receber as importantes orientações dos profissionais de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde preparou, no ano passado, vídeos de visitas virtuais às unidades, que foram distribuídos às pacientes.

Na semana passada, a primeira visita da retomada no Hospital Maternidade Maria Amélia Buarque de Hollanda (HMMABH), no Centro, reuniu sete famílias à espera de seus bebês. A assistente administrativa Ana Carolina de Castro, grávida de 38 semanas, foi conhecer a unidade onde terá seu filho.

– Achei tudo bem organizado. Diante do que já vivemos e ainda estamos vivendo, me senti segura aqui – disse ela.

Tamara Silva, que é cuidadora de idosos, está à espera do segundo filho. Como na primeira gestação, já sabia que o caçula chegaria ao mundo na mesma maternidade que o irmão:

– Essas visitas ajudam muito a gente, porque podemos tirar nossas dúvidas. Por mais que não seja meu primeiro filho, sempre há dúvidas, nunca é a mesma coisa. As gestações são diferentes.

A coordenadora do Ambulatório de Admissão do Hospital Maria Amélia, Monique Zappia, explica que as reuniões com as famílias durante as visitas são feitas por equipe multidisciplinar, composta por serviço social, psicologia, nutrição e enfermagem obstétrica, que procura oferecer conforto e informação para as gestantes.

Além das visitas à maternidade e da entrega do kit com enxoval, o Programa Cegonha Carioca conta ainda com o módulo transporte, ambulâncias que podem ser acionadas para levar as gestantes para a maternidade quando chega o momento do parto. Todas as mulheres que fazem o pré-natal nas unidades de Atenção Primária (clínicas da família ou centros municipais de saúde) são inseridas no programa e os benefícios são garantidos às que comparecem ao número indicado de consultas.

  • 21 de março de 2022