“Blitz da Vida”: Prefeitura fiscaliza bairros da Zona Norte, nesta semana, em ações conjuntas de enfrentamento à pandemia

Publicado em 18/09/2020 - 15:14 | Atualizado
Após quatro dias em Madureira, força-tarefa atua em Cascadura nesta sexta-feira (18) Foto Divulgação Seop / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), levou, nesta semana, a “Blitz da Vida” a bairros da Zona Norte. Nesta sexta-feira, 18/09, a força-tarefa de ordenamento e combate à pandemia de Covid-19 prossegue para Cascadura, após quatro dias em Madureira, onde fiscalizou 35 estabelecimentos: dois multados, um notificado e três orientados a não expor mercadorias na calçada – prática irregular e que contribui para a formação de aglomerações. Foram atendidas ainda 48 pessoas em situação de rua (com três acolhimentos), e recolhidas mais de 3,5 toneladas de resíduos sólidos.

No comércio ambulante, a força-tarefa, com a participação da Coordenadoria de Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda), fiscalizou, desde segunda-feira, 14/09, mais de 174 vendedores (35 autuados e pelo menos 71 não autorizados orientados a desocupar o espaço público). Foram apreendidas três estruturas de barracas e 660 itens, entre relógios, óculos de sol, acessórios para celular, bebidas (incluindo em garrafas de vidro, que tem venda proibida por esse tipo de comerciante), maços de cigarro, bolsas, chapéus e bonés, além de 18 quilos de brinquedos e bijuterias, quatro quilos de perecíveis e um botijão de gás.

No trânsito, foram registradas 138 infrações, entre elas, 16 a veículos estacionados irregularmente – todos removidos – e 115 para vans e kombis do transporte complementar de passageiros. O roteiro contemplou a Estrada do Portela, a Avenida Ministro Edgard Romero, as ruas Carvalho de Souza, Dagmar da Fonseca, Conselheiro Galvão, Maria de Freitas, Francisco Batista, Carolina Machado, Dona Clara, Domingos Lopes, Alfeu Faria Castro, Guarapari, Soares Caldeira, Alcina e São Geraldo, a Travessa Almerinda Freitas, o entorno do Viaduto Negrão de Lima (ambos os lados) e as praças do Patriarca e Compositor João Nogueira.

Balanço geral da “Blitz” na cidade – Em oito semanas, de 21/07 a 11/09, a “Blitz da Vida” já resultou em 1.636 fiscalizações e orientações a estabelecimentos comerciais (770) e ambulantes (866), e 785 abordagens a pessoas em situação de rua, com 212 acolhimentos. A força-tarefa contabiliza mais de 440 multas de trânsito por diversas irregularidades, com 194 veículos removidos por estacionamento irregular; e retirada de mais de 40 toneladas de resíduos sólidos. O levantamento corresponde à atuação em dez bairros: Centro, Copacabana, Ipanema, Leblon, Campo Grande, Santa Cruz, Tijuca, Freguesia de Jacarepaguá, Taquara e Praça Seca.

Outros números – Desde o início das ações de combate à pandemia, em 18 de março, a Seop integrou mais de 590 operações conjuntas em toda a cidade, onde foram fiscalizados 38.759 estabelecimentos, com 28.090 pontos comerciais fechados. Além disso, foram atendidas 11.364 ocorrências pelo Disk Aglomeração, que funciona desde 31 de março com base em chamados à Central 1746.

Órgãos – As ações conjuntas são planejadas pela Subsecretaria de Operação (Subop) da Seop e contam, de acordo com a necessidade operacional, com efetivos da Guarda Municipal, e das coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), Especial de Transporte Complementar (CETC) e de Cuidado e Prevenção às Drogas (CPD), ligadas à pasta; Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda); Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde); Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos; Comlurb; Cedae; Light; Rioluz; e Polícia Militar.