Cuidar da Cidade chega a Campo Grande pela 2ª vez e supera 1,3 mil soluções para chamados ao 1746

Publicado em 21/05/2019 - 16:08 | Atualizado em 22/05/2019 - 15:58
O reparo de lâmpadas é um dos serviços mais solicitados pela população na Central 1746. Foto: Maurício Val/Prefeitura do RioO reparo de lâmpadas é um dos serviços mais solicitados pela população na Central 1746. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, levou o programa Cuidar da Cidade, nesta terça-feira, 21 de maio, pela segunda vez a Campo Grande, na Zona Oeste. Os beneficiados agora são os moradores e frequentadores da Praça Almirante Guillobel e de 67 ruas do entorno da Estrada do Pré, na região do Conjunto da Marinha. É a 12ª etapa do mutirão de zeladoria, que desde janeiro, quando foi criado, já solucionou mais de 1.300 demandas de cidadãos à Central 1746.

– Nós estamos aqui limpando ralo, tapando buraco e ouvindo as pessoas. Chegou a hora de Campo Grande, como está chegando a hora de todos  os bairros, dando prioridade àqueles que mais acionam o 1746 – destacou Crivella.

Dalvaci Moraes, 67 anos, dona de casa e moradora há 15 anos da região,  aproveitou a presença do prefeito para abraçá-lo e pedir pela sua rua, a Camaipi. Quando chove, o local alaga. Crivella determinou que engenheiros da Prefeitura verificassem o problema. Para evitar cheias, uma obra importante está sendo feita bem perto dali: a troca de galerias subterrâneas na Rua Francisco Matos.

– Nenhum prefeito jamais tinha vindo aqui,  é bom saber que ele se importa com nosso bairro – disse dona Dalvaci.

A ação em Campo Grande nesta terça se estendeu a 67 ruas, no atendimento a pelo menos 81 pedidos ou feitos por moradores. Foram realizados outros serviços também,  a partir da observação das equipes da Prefeitura no local.

Operários trabalham na reforma de galerias subterrâneas na Rua Francisco Matos. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
Operários trabalham na reforma de galerias subterrâneas na Rua Francisco Matos. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
No capricho, a pintura da Praça Almirante Guillobel. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
No capricho, a pintura da Praça Almirante Guillobel. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
Os brinquedos das crianças ganham cores mais vivas no Cuidar da Cidade. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
Os brinquedos das crianças ganham cores mais vivas no Cuidar da Cidade. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
Os buracos são tapados, e o asfalto ganha um reforço em Campo Grande. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
Os buracos são tapados, e o asfalto ganha um reforço em Campo Grande. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
Poda de árvore é o serviço campeão entre as solicitações feitas por cidadãos à Central 1746. Em Campo Grande não foi diferente. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio
Poda de árvore é o serviço campeão entre as solicitações feitas por cidadãos à Central 1746. Em Campo Grande não foi diferente. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio

Saiba mais sobre o Cuidar da Cidade

Criado no início do ano por Crivella, o Cuidar da Cidade agiliza a resposta a solicitações da população. O programa atende demandas sobre poda de árvores, limpeza de ralos, reparo de lâmpadas e reforço na sinalização de trânsito, por exemplo. As ações incluem tapa-buraco, reparo de calçamento, corte de grama e pintura de equipamentos públicos,  como os brinquedos da Praça Guilobel, que ganharam cores mais vivas e novas. A Comlurb aproveita para fazer campanha em favor da coleta seletiva de lixo, e a Vigilância Sanitária e a Secretaria Municipal de Bem Estar Animal levam vacinação antirrábica a cães e gatos.

O Cuidar da Cidade estabelece um calendário de ações que mobiliza diversos órgãos municipais, incluindo Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva), Comlurb, Rio Águas, CET-Rio, Rioluz, Fundação Parques e Jardins e Subsecretaria de Vigilância Sanitária.

O programa já passou por Tijuca/Praça Afonso Pena, Tijuca/Saens Peña, Ilha do Governador e Rocha Miranda, na Zona Norte; Padre Miguel, Santa Cruz, Campo Grande/Inhoaiba, Vila Valqueire e Pechincha, na Zona Oeste; Leblon, na Zona Sul; e Centro.